terça-feira, 6 de fevereiro de 2024

Antiquados

 Antiquados

Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando, pois o que duvida é semelhante. à onda do mar, impelida e agitada pelo vento. Tiago 1:6

Décadas atrás, a vida era muito diferente. Se quiséssemos consultar uma informação, era preciso recorrer às enciclopédias. Hoje, basta perguntar ao Google e temos o saber humano ao nosso alcance sem precisar sair de casa. Se quisesse viajar, você tinha que ir a uma agência de viagens e comprar um pacote. Hoje, compramos voos e reservamos hotéis no conforto do sofá. Se queria contatar alguém, você tinha que discar um número em seu telefone (até sabíamos vários deles de memória). Hoje, nem precisamos digitá-los: o celular reconhece sua voz e chama a pessoa com quem você deseja falar. A tecnologia avança em ritmo acelerado, e cada vez fica mais difícil não se tornar um ser antiquado.

No entanto, existem coisas que não são descartáveis, apesar dos esforços de nossa sociedade. Embora casamentos alternativos sejam propostos como coisas atuais, as famílias que seguem o modelo bíblico continuam sendo mais estáveis. Embora nos proponham que cada um deve levar em conta os próprios interesses, continua sendo mais gratificante pensar nos interesses dos outros. Embora nos proponham que a fé é coisa de idosos, ela continua sendo o melhor instrumento para viver o que é realmente relevante: o transcendente. Embora as virtudes sejam consideradas algo fora de moda, a inocência, a pureza, a responsabilidade, o compromisso e o respeito continuam sendo necessários.

Muita gente prefere estar “na onda” a se deixar levar pela onda da fé. A constante variação nos tem levado ao topo do superficial, apenas uma onda sobre a água, uma onda da qual, de tão curta, já não resta nem registro nem memória. Por isso, os que estão “na onda” tendem a ser maleáveis por seu desejo de agradar. Se hoje agradar é fazer algo, faz-se algo. Se amanhã agradar é outra coisa, faz-se outra coisa. Hoje, se levantamos a bandeira de nossa fé, podemos ser tachados de antiquados ou fundamentalistas. Só que os assuntos espirituais não são como a tecnologia: eles não mudam. Nossa natureza não mudou, e continuamos precisando de ajuda do alto para vencer o pecado e o mal. Clame ao Senhor por iluminação, constância e fé. Assim, você estará sempre atualizado na graça de Deus. 

Devocional Diário

Vislumbres da eternidade
6 de fevereiro
https://mais.cpb.com.br/meditacao/antiquados/
•••

Nenhum comentário:

Jenga e Lego

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 20 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/jenga-e-lego/ Jenga e Lego Irmãos, pelo nome de ...