quarta-feira, 31 de janeiro de 2024

Esclarecimento

 Esclarecimento

Por essa razão, eu me ponho de joelhos diante do Pai, de quem toda a família, nos Céus e na Terra, recebe o nome. Efésios 3:14, 15

Em várias línguas modernas, o esclarecimento é empregado para acrescentar informações ou fazer comentários quando escrevemos. É como se fizéssemos uma parada em nosso discurso, deixássemos as coisas claras e retornássemos ao que estávamos dizendo. Na Bíblia, é costumeiro empregar-se o recurso do esclarecimento ou da inclusão para fornecer algum dado que o autor crê ser necessário que conheçamos. Em certos casos, o recurso é utilizado para enfatizar uma ideia.

Em Efésios 3:15, Paulo está falando sobre os gentios, sobre a missão deles e sobre orar a Deus. Assim, ele utiliza um esclarecimento para indicar que todos os que vivemos na Terra e nos Céus somos da mesma família, pois todos levamos o sobrenome de Deus. Seria necessário fazer esse esclarecimento? Sim, porque poderíamos achar que a família de Deus consiste apenas nos que creem em Jesus, isto é, os cristãos. Mas não é assim. A família de Deus consiste em todos os seres inteligentes do Universo, os caídos e os não caídos, os crentes e os não crentes, os cristãos e os não cristãos – além dos que consideramos bons e dos que consideramos ímpios. Todos, absolutamente todos. É hora de compreender essa realidade, pois Deus não é nossa propriedade pessoal. Ele é Deus, é o Criador. Nós somos Suas criaturas, Sua possessão, Seus filhos. E como somos uma família, temos que agir como tal.

Alguns me dirão que o próprio Paulo pede que tratemos de maneira especial os que são da nossa fé. Esse argumento está parcialmente correto, mas o texto diz algo mais: “Enquanto tivermos oportunidade, façamos o bem a todos, mas principalmente aos da família da fé. Vejam com que letras grandes escrevi a vocês de próprio punho” (Gl 6:10, 11; itálico acrescentado). Enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos. Temos “primos” de segundo, terceiro e de centésimo graus que não conhecem Jesus, mas que são parte de nossa família espiritual. Devemos tratá-los com carinho. Certamente, Paulo nos daria essa exortação com letras garrafais.

Agora que você sabe que somos da mesma família universal de Deus, procure tratar todos com o mesmo amor com que gostaria de ser tratado por seus familiares.

 Devocional Diário
Vislumbres da eternidade
31 de janeiro
https://mais.cpb.com.br/meditacao/esclarecimento/
•••

Nenhum comentário:

Gambito

  Gambito Meus amados irmãos, sejam firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o trabalho de vocês n...