domingo, 17 de dezembro de 2023

Isaías 24 Comentário

  Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Isaías 24
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


ISAÍAS 24 – A degradação ambiental pode ser vista como consequência do comportamento humano negligente e destrutivo. Contudo, neste capítulo apocalíptico, a profecia de Isaías revela a deterioração da Terra como parte do juízo divino sobre nações e pessoas que afastaram-se dos princípios do Seu reino de amor.

O cenário descrito neste capítulo parece atual.

• Embora tenha sido escrito na época do Antigo Testamento, as razões da devastação do mundo moderno é igual a dos tempos do profeta.
• A preferência da humanidade pelo pecado é a razão da calamidade em que nos encontramos.

Assim como um vazamento afunda um navio, um pecado é suficiente para destruir uma nação. Sim, um único ato de transgressão moral, um pecado, uma infração da Lei de Deus, tem o poder de minar os alicerces de um povo, corroendo os valores fundamentais que o sustentam.

Da mesma forma que um pequeno vazamento é muitas vezes negligenciado – até que seja tarde demais – os pecados podem passar despercebidos em meio às preocupações cotidianas por sobrevivência. Isaías utiliza esta mensagem em forma de poesia para despertar consciências adormecidas, lançando luz sobre a gravidade dos atos que podem parecer triviais à primeira vista. A retórica da urgência impregna suas palavras, chamando a atenção para a necessidade de vigilância e responsabilidade coletiva.

Não são poucos os pecados de nossa sociedade. As consequências virão sobre as pessoas que ignoram a moralidade:

• A Terra está contaminada, porque seus habitantes desobedeceram às leis de Deus, violaram Seus decretos e quebraram a aliança eterna.
• “Por isso a maldição consome a Terra, e seu povo é culpado. Por isso...” (Isaías 24:4-6). Deus dá explicação para a nossa situação!

Pior que um colapso de um navio, é a destruição de uma nação. Todavia, Isaías ressalta a escala global das consequências do pecado, instando os leitores a considerarem o impacto não meramente em nível individual, mas nas estruturas mais amplas da sociedade. A retórica persuasiva de Isaías busca acordar os apáticos, recordando-lhes que escolhas pessoais reverberam para além do indivíduo, moldando o destino de comunidades e nações inteiras. Em suas palavras, encontramos um apelo à reflexão e à ação, uma advertência sobre a fragilidade das fundações que sustentam a coletividade.

Um remanescente verá a reversão da situação (Isaías 24:12-16, 23). Portanto, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

Hotel Abraão

  Devocional Diário Hotel Abraão Abraão plantou uma tamargueira em Berseba e invocou ali o nome do Senhor, o Deus Eterno. Gênesis 21:33 Um c...