domingo, 3 de dezembro de 2023

Isaías 10 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Isaías 10
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


ISAÍAS 10 – Os poemas bíblicos contêm teologia profunda. Desde Isaías 9:8 a 10:4 o poema de Isaías é intrigante: Quatro vezes aparece o seguinte refrão:

Apesar disso tudo,
A ira divina não se desviou;
Sua mão continua erguida.

Este refrão divide o poema em quatro estrofes:

• Isaías 9:8-12. O profeta revela a ira de Deus contra Israel. Descreve a arrogância e a falta de arrependimento da nação, salientando que, apesar das advertências divinas, não voltaram-se para Deus.

• Isaías 9:13-17. O mensageiro divino aborda a natureza obstinada do povo. Destaca a hipocrisia e a injustiça prevalecentes, então adverte sobre as consequências inevitáveis caso não se arrependessem.

• Isaías 9:18-21. Isaías apresenta a intensificação do juízo divino. Utiliza imagens de fogo para ilustrar a punição que recairia sobre a nação devido à teimosia e rebeldia.

• Isaías 10:1-4. Esta estrofe trata da irresponsabilidade dos líderes na situação crítica e caótica de Israel. Isaías exorta quem promulga leis injustas e oprime os necessitados, alertando-os da ira divina.

O refrão recorrente (Isaías 9:12, 17, 21; 10:4) serve de lembrete constante de que, mesmo diante da obstinação das pessoas e da necessidade do juízo divino, a mão de Deus permanece estendida, oferecendo oportunidade de arrependimento e perdão.

Deus usa a Assíria para disciplinar Seu povo rebelde/apóstata. Porém, pelo fato dos assírios orgulharem-se disso, tornando-se arrogantes, Deus os castigará (Isaías 10:5-19). Diante destas ações de Deus aparentemente negativas, um remanescente surgirá para preservar Seus planos neste mundo (Isaías 10:20-23).

Siegfried Schwantes observa que...

“O v. 22 salienta o contraste entre a minoria numerosa ‘como a areia do mar’ e a minoria insignificante. A referência à ‘areia do mar’ foi possivelmente sugerida pela antiga promessa feita a Abraão de que sua descendência seria ‘como o pó da terra’ (Gên. 22:17). Mas se na promessa original a ênfase foi posta sobre o número, a ênfase é agora transferida para o caráter espiritual da minoria fiel. A minoria nada tem a esperar senão uma destruição ‘transbordante de justiça’. Nenhuma bênção é pronunciada sobre o ‘restante’. Diz-se apenas que ‘se converterá’ ao Senhor. Se se converterem ao Senhor, nada têm a temer. Estão seguros nas mãos do Senhor, ainda que nesta terra tenham que passar por muitas tribulações”.

A lição: Entre os infiéis, sejamos fieis! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

Hotel Abraão

  Devocional Diário Hotel Abraão Abraão plantou uma tamargueira em Berseba e invocou ali o nome do Senhor, o Deus Eterno. Gênesis 21:33 Um c...