terça-feira, 26 de dezembro de 2023

DEUS É JUSTO?

 MEDITAÇÃO DIÁRIA 

26 de dezembro

DEUS É JUSTO?

Mas, agora, sem lei, a justiça de Deus se manifestou, sendo testemunhada pela Lei e pelos Profetas. É a justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos e sobre todos os que creem. Romanos 3:21, 22

A carta de Paulo aos romanos é considerada por teólogos de todas as tradições cristãs o livro mais importante da Bíblia. Seu tema é a justificação pela fé. Nos capítulos iniciais, é dito como todos – judeus e gentios – são merecedores da ira de Deus, porque todos pecaram (3:10, 23). Depois, no final do capítulo três, é demonstrado como Deus pode justificar o pecador e, ainda assim, manter a Sua justiça.

Durante os tempos do Antigo Testamento, Deus não parecia ser justo. Não porque fosse demasiado rigoroso e severo, mas exatamente pelo contrário. Ele parecia ser muito tolerante (v. 25), pelo menos com algumas pessoas. É verdade que Ele puniu os contemporâneos de Noé com o dilúvio, os sodomitas com fogo e os egípcios com as dez pragas. Mas, o que dizer do pecado de Davi, mandando matar Urias? E a multidão de pecados do rei Manassés? O texto afirma que Deus deixou impunes os pecados anteriormente cometidos (v. 25) porque mesmo aqueles que receberam alguma punição não receberam o tanto que mereciam. Porém, Deus planejou resolver isso de forma definitiva no futuro (v. 26), o que foi feito na cruz de Cristo.

Em toda a carta, o único lugar que mostra como nos livramos da ira divina é o verso 25, que aponta o que foi feito na cruz. Houve na cruz uma propiciação, ou seja, o afastamento da ira de Deus. Essa ira foi redirecionada para Cristo, que morreu em nosso lugar, como nosso substituto. Na cruz, nosso pecado foi punido. Por isso, Deus pode nos inocentar e nos justificar.

Foi na cruz que Deus expôs a Sua justiça publicamente (v. 25), e isso irradiou no tempo e no espaço. O passado foi iluminado, demonstrando que Deus foi justo no trato com os pecadores, assim como também é justo no presente e será nas eras futuras. Além disso, todo o Universo pode saber que Deus foi justo, sempre justo.

A justiça que Ele nos oferece provém da Sua graça (v. 24). Por causa do que Deus fez em Cristo, Ele pode nos justificar. Decida, neste dia, receber a Sua justiça e ser grato pela salvação que Ele lhe oferece.

https://mais.cpb.com.br/meditacao/Deus-e-justo/

Nenhum comentário:

Gambito

  Gambito Meus amados irmãos, sejam firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o trabalho de vocês n...