quarta-feira, 8 de novembro de 2023

Eclesiastes 5 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Eclesiastes 5
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


ECLEIASTES 5 – A festa dos tabernáculos duravam 7 dias no Antigo Testamento; cujo objetivo era comemorar a peregrinação dos israelitas no deserto após a libertação egípcia. Vivendo em cabanas, os judeus relembravam a proteção de Deus e a dependência dEle durante a jornada no deserto.

Nós fomos libertos da escravidão do pecado não por meio de Moisés, mas através do Messias. Estamos numa jornada árida neste mundo aguardando adentrar à “Canaã Celestial” (João 14:1-3). Sendo que Eclesiastes era lido durante a festa dos tabernáculos, devemos considerar seus ensinamentos; pois, em breve Jesus nos levará para a maior de todas as festas (Apocalipse 7:9).

Eclesiastes 5 oferece paralelos simbólicos com os temas da festa dos tabernáculos, ambos destacam a transitoriedade da vida e a importância de depender de Deus em vez de confiar nas riquezas materiais ou nas realizações humanas.

O instinto religioso do ser humano é importante, mas pode ser manipulado, a religiosidade pode ser adulterada e a espiritualidade pode ficar comprometida; por exemplo, “a religiosidade pode impedir as pessoas de perceber a necessidade da salvação como dom gratuito da graça de Deus. Além disso, a religiosidade humana talvez seja apenas uma manifestação exterior sem nenhuma solidez interna. Como em qualquer outra área humana, a vaidade também pode se infiltrar na vida religiosa até mesmo com mais profundidade. Portanto, no capítulo 5, Salomão apresenta alguns conselhos para o leitor se precaver contra o formalismo e a exterioridade no relacionamento com o Criador”, analisa William MacDonald.

Alegar crer em Deus mas confiar nas realizações humanas e nos bens materiais é hipocrisia. Segundo Merril Unger, Eclesiastes 5 apresenta o desenvolvimento do tema do vazio da vida em vista da insinceridade religiosa e da riqueza. Isso porque o mesmo orgulho que um rico pode ter de suas riquezas, pode ser do religioso que exibe sua opulenta espiritualidade.

A hipocrisia no relacionamento com Deus (Eclesiastes 5:1-8), nas relações sociais e econômicas (Eclesiastes 5:8-14), a ilusão de confiar nas posses materiais (Eclesiastes 5:15-20) precisam ser libertas pela sincera busca por Deus.

As fragilidades das cabanas na festa dos tabernáculos deveriam ensinar a necessidade de total dependência de Deus para tudo e a integração dos fieis na jornada da vida; deste modo, precisamos hoje destas mesmas lições de vida! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

Espera ativa

  Devocional Diário  Vislumbres da eternidade  19 de maio https://mais.cpb.com.br/meditacao/espera-ativa/ Espera ativa Não deixarei que fiqu...