sábado, 9 de setembro de 2023

Salmos 126 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Salmos 126
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


SALMO 126 – De lagrimas e sorrisos, de tristezas e alegrias, vai sendo construída nossa história!

Nossa vida é marcada por adversidades, sofrimento, exílio, desafios, problemas, injustiças, e tantas outras situações que nos prendem em algum tipo de cativeiro. Porém, quando Deus intervém (Salmo 126:1-3), ficamos tão extasiados de alegria que:

• Parece bom de mais para ser verdade – um sonho!
• A boca se enche de riso e a língua de júbilo – alegria!
• As pessoas percebem o entusiasmo – impacto social!
• As razões da alegria são proclamadas – testemunho!

Deus nos concede razões para sorrir neste mundo de dor, angústia e aflição. Suas ações em nosso favor devem motivar-nos a testemunhar em Seu favor! Nossa alegria deve ser compartilhada, precisa ser expressa publicamente, em forma de louvor – alegria assim desperta a curiosidade nos pagãos e incrédulos; então, responderemos o porquê de nossas expressões radiantes tão acentuadas!

A alegria da intervenção de Deus no passado deve incentivar à oração no presente, com o propósito de obter mais da atuação divina (Salmo 126:4). O deserto do Neguebe na parte sul da Palestina é árido, seco e sem vida até começarem as chuvas. “Quando chegam as chuvas, e os ribeiros fluem, nova vida recobre o campo. Assim, o salmista ora para que Deus envie vida nova e vitalidade ao Seu povo” (CBASD).

Como um bom começo não implica em presente perfeito, clamar a Deus deve ser uma prática constante. A libertação do Egito levou Israel ao deserto, antes de adentrarem à Terra Prometida. A libertação do exílio babilônico levou os judeus ao deserto, depois, aos escombros de Jerusalém. O Pentecostes foi um marco positivo na igreja cristã, mas logo vieram os hereges (falsos mestres) e, consequentemente, grande apostasia. A redescoberta da verdade com os protestantes e os pioneiros adventistas trouxe indescritível alegria ao remanescente fiel, porém, hoje à igreja acomodou numa perigosíssima letargia (Apocalipse 3:14-22).

• Sempre carecemos de orações por reavivamentos espirituais para transformar a aridez espiritual em frutos do Espírito.

Nossas orações devem levar-nos à ação com determinação, confiando que Deus converterá as situações de tristezas e lutas em vitórias e celebrações (Salmo 126:5-6).

Para quem enfrenta fielmente os momentos desafiadores, o sofrimento dará lugar à prosperidade e júbilo aqui na Terra, e também no Céu (Marcos 10:29-30).

Portanto, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

Fruta nossa de cada dia

  Devocional Diário Fruta nossa de cada dia E o Senhor Deus ordenou ao homem: “De toda árvore do jardim você pode comer […].” Gênesis 2:16 A...