sábado, 19 de agosto de 2023

Salmos 105 Comentário

  Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Salmos 105
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


SALMO 105 – A gratidão não é algo que brota de corações egoístas e gananciosos. É uma atitude nobre do pobre miserável que usufruiu das graciosas bênçãos do santo Deus, o Soberano do Universo.

A estrutura literária do Salmo 105 chama nossa atenção quando analisada com foco na gratidão. Ela, na verdade, entrelaça a narrativa histórica com a adoração e a gratidão.

Cada seção histórica é como um tijolinho que constrói um edifício de louvor e gratidão diante da inefável recordação. Desta forma, a estrutura do Salmo não apenas informa sobre os eventos passados, mas também inspira uma resposta emocional e espiritual de louvor e gratidão, vinculados à confiança no Senhor Deus.

• O Salmo 105 faz uma invocação e um chamado à gratidão. Como responderemos? Os primeiros versículos dão a direção que nossos sentimentos devem dirigir-se. Somos conclamados a buscar a Deus reconhecendo Seus feitos na história – ativar nossa memória é um excelente exercício que favorece a prática da gratidão a Deus (Salmo 105:1-6).
• O Salmo 105 leva o povo de Deus às lembranças das graciosas obras divinas na história. Como reagiremos? A história de Israel faz parte de nossa história; além de estar na Bíblia visando isso, devemos nos conscientizar que é através de Israel que Deus fez com que o plano de salvação chegasse até nós. Na maior porção do Salmo, que relata os acontecimentos históricos, o texto sagrado descreve a fidelidade de Deus, Suas intervenções poderosas, Sua proteção e Sua provisão constantes para o Seu povo. Cada evento histórico mencionado reforça o motivo para a gratidão e o louvor ao soberano Deus (Salmo 105:7-45).

O Uso repetitivo de certas frases-chave, como “lembrem-se” (Salmo 105:5), “Ele Se lembra para sempre da Sua aliança” (Salmo 105:8), “Ele Se lembrou da santa promessa que fizera” (Salmo 105:42), cria um ritmo e uma cadência literária que reforçam a importância da lembrança e da fidelidade de Deus ao longo da história da humanidade. “Em meio às preocupações dos últimos dias, o ser humano fará bem em se lembrar das bênçãos de Deus sobre Seu povo em todas as gerações, e ordenar a vida de acordo com elas” (CBASD).

Se a história não nos servir de pedagoga, nossa memória não será positiva perante Deus. Recordemos, reflitamos e reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

O poder da informação

  Devocional Diário O poder da informação Que eles deem graças ao Senhor por Sua bondade e por Suas maravilhas para com os filhos dos homens...