sexta-feira, 23 de junho de 2023

Salmos 48 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse


Leitura Bíblica – Salmos 48
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


SALMO 48 – O templo pode ser um local de fortalecimento da fé quando frequentamos para, juntos com outros fieis, meditarmos na bondade e expansão do amor de Deus.

O templo deve ser um espaço especial para a meditação e reflexão sobre a grandiosidade de Deus e Sua compaixão com Suas pequeninas criaturas humanas.

O templo deve ser um lugar de busca por paz e segurança através da reflexão na divina presença protetora, necessária neste mundo perigoso.

O templo, de certa forma, pode ser um ambiente de transformação de perspectiva, onde a meditação e reflexão nos permitem ver a generosidade de Deus e a missão global de Sua obra.

O Salmo 48 tem muito mais a nos oferecer sobre a importância de reflexionar sobre Deus e Suas ações: “No Teu Templo, ó Deus, meditamos em Teu amor leal” (verso 9).

O Salmo 48 é um hino de adoração e louvor exaltando a grandeza e a majestade de Deus. Sua mensagem revela-nos a nobreza do Seu caráter. Ao considerar a bondade de Deus, somos convidados a refletir nas promessas feitas por Ele e Seu cumprimento no decorrer da história. Sua maior promessa é quanto ao Messias; a qual foi cumprida em Jesus, que veio ao mundo para revelar o amor de Deus (João 3:16).

O evangelho, que são as boas novas de salvação a um mundo em condenação, reflete a mais extraordinária ação divina. Essa verdade precisa alcançar “os confins da Terra” (Salmo 48:10). Jesus enfrentou o Império da Morte e o mais poderoso e cruel imperador para tornar-se nosso Salvador (Hebreus 2:14-15; Apocalipse 1:5-6, 18). Esse evangelho precisa ser proclamado “em todo o mundo”, “aos que habitam na Terra, a toda nação, tribo, língua e povo” (Mateus 24:14; Apocalipse 14:6).

O Salmo 48, também trata da grandeza e proteção divina em Sião, a cidade de Deus. No texto sagrado, Sião está relacionada a um lugar de refúgio e salvação – essa ideia aponta aos 144.000 seguros – diante da ceifa da terra, que será atirada “no grande lagar da ira de Deus” (Apocalipse 14:1, 14-20).

Nessa ocasião, o Salmo 48 alcançará o auge de sua expressão de esperança, e o cumprimento pleno de Suas promessas. Aguardemos pelo grandioso agir de Deus na Segunda Vinda de Cristo! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
•••••

Nenhum comentário:

Dor de coração

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 24 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/dor-de-coracao/ Dor de coração O cetro não se ar...