sábado, 10 de junho de 2023

Salmos 35 Comentário:

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Salmos 35
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


SALMO 35 – Este Salmo retrata a profunda agonia emocional experimentada pelo salmista diante da perseguição e injustiça.

Essa composição poética de Davi é conhecida como Salmo de imprecação; nele, ele expressa suas emoções intensas enquanto clama ao Senhor por justiça e libertação de seus inimigos.

• Inspirado por Deus, as palavras do salmista revelam sua aflição profunda, o senso de injustiça e o peso emocional que ele está enfrentando (Salmo 35:1-10).

• Diante das ameaças e injustiças sofridas, o salmista reconhece que somente Deus pode trazer a justiça necessária para sua situação; então, confia em Suas ações. Por isso, não orquestra algo tentando vingar-se (Salmo 35:11-18).

• Confiando na intervenção divina, Davi expressa gratidão antecipada pela reposta de Deus, prometendo louvá-lO e testemunhar de Sua fidelidade a outros; ele reconhece nEle seu Salvador e motivo real de sua esperança; por isso pode compor, orar e cantar apesar das circunstâncias difíceis (Salmo 35:19-28).

A atuação de Deus está atrelada aos anjos, que são ministros enviados por Ele para servir aqueles que hão de herdar a salvação (Hebreus 1:14). No Salmo 34, há uma referência aos anjos no versículo 7, que diz: “O anjo do Senhor é sentinela ao redor daqueles que o temem e os livra”. No Salmo 35, há duas referências a esses ministros de Deus nos versículos 5 e 6; os quis ensinam-nos que:

• Os anjos são servos e mensageiros de Deus, enviados ao mundo para cumprir Sua vontade, cuja autoridade descende dAquele que os envia do Céu.
• Os anjos não são crianças que morreram, são seres poderosos criados por Deus para auxiliar Sua ministração do vasto Universo.
• Os anjos são servos de Deus com a missão de servir e ministrar àqueles que herdarão a salvação.
• Os anjos atuam poderosamente em favor daqueles que temem a Deus.
• Os anjos são instrumentos de proteção, livramento e auxílio aos crentes na caminhada da fé.

Por isso, como o salmista, apesar das angústias, devemos expressar confiança em Deus e aguardar pacientemente por Sua intervenção.

O Salmo 35 encerra com um tom de gratidão. Essa narrativa emocional nos ensina a buscar a Deus em meio às nossas próprias aflições, e a confiar em Sua intervenção mesmo nos momentos mais críticos da existência!

Em Deus, podemos erguer-nos e reavivarmo-nos! Você crê? – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
•••••

Nenhum comentário:

O poder da informação

  Devocional Diário O poder da informação Que eles deem graças ao Senhor por Sua bondade e por Suas maravilhas para com os filhos dos homens...