quarta-feira, 28 de junho de 2023

INVEJANDO OS MAUS

 Meditação Diária

28 de junho

INVEJANDO OS MAUS

Quanto a mim, porém, quase me resvalaram os pés; pouco faltou para que se desviassem os meus passos. Pois eu invejava os arrogantes, ao ver a prosperidade dos maus. Salmos 73:2, 3

O Salmo 73 apresenta a experiência de um homem que estava andando nos caminhos de Deus, mas quase se afastou. Enquanto ainda estivermos neste mundo, é possível que tropecemos. Isso pode ocorrer quando olhamos para os outros, especialmente os ímpios, que vivem como se Deus não existisse.

Olhar para o lado pode resultar em inveja. Ao contemplar os ímpios, o salmista foi levado a pensar que “para eles não há preocupações, o seu corpo é forte e sadio. Não partilham das canseiras dos mortais, nem são afligidos como os outros. […] Eis que estes são os ímpios; e, sempre tranquilos, aumentam as suas riquezas” (v. 4, 5, 12). Depois, olhando para si mesmo, suas lutas e dificuldades, concluiu: “Com certeza foi inútil conservar puro o meu coração e lavar as minhas mãos na inocência. Pois o dia inteiro sou afligido e cada manhã sou castigado” (v. 13, 14). As aparências pareciam indicar que é melhor ser ímpio do que justo.

Mas, felizmente, o salmista desviou seu foco deste mundo para o Céu, deste lugar infectado pelo príncipe das trevas para o santuário (v. 17), onde Cristo está e a justiça é perfeita. O segredo para não resvalar e não se desviar é olhar constantemente para Jesus (Hb 12:1, 2). Olhar não para os lados, mas para cima.

Olhar para o santuário modificou sua compreensão e seus sentimentos. Por quê? O que o salmista viu quando entrou no santuário? O santuário de Deus é um lugar de julgamento. Ali se vê o fim das coisas deste mundo e o fim dos ímpios. O salmista viu a queda do ímpio e o final glorioso do justo. Ele quase havia resvalado, mas no fim quem cairá mesmo será o ímpio. Ele viu, também, o justo constantemente guiado por Deus, tendo sua mão amparada pela mão divina e recebendo a glorificação ao final (v. 17, 18, 23, 24, 26). Sua conclusão é que é melhor estar com Deus e seguir Seu caminho (v. 28).

Hoje, não olhe apenas para o presente, porque agora a vida não é justa. Olhe para o futuro, para o que acontecerá no santuário, quando Cristo decidir com justiça o fim de cada um (Ml 3:18).

https://mais.cpb.com.br/meditacao/invejando-os-maus/
https://youtu.be/gKKwkMIncLA

Nenhum comentário:

Espera ativa

  Devocional Diário  Vislumbres da eternidade  19 de maio https://mais.cpb.com.br/meditacao/espera-ativa/ Espera ativa Não deixarei que fiqu...