domingo, 28 de maio de 2023

Salmos 22 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Salmos 22
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


SALMO 22 – Este Salmo vai além de Davi, que o escreveu. Aplica-se, de certa forma, à sua experiência, mas não se limita à ela – vai muito além.

Este Salmo “descreve uma realidade que transcende as experiências vividas por [Davi] para lançar luz sobre o sofrimento vicário de Cristo, ao mesmo tempo que destaca Sua exaltação. O salmo aborda tanto a humilhação quanto a exaltação do Filho de Deus” – diz Hernandes Dias Lopes, e acrescenta que “esse é um salmo profético, pois não há nenhuma circunstância vivida por Davi que possa se enquadrar na descrição aqui apresentada – por exemplo, Davi nunca passou por sofrimentos que incluíam a distribuição de suas vestes e o transpassar das suas mãos e de seus pés. Claramente, o salmista, como um profeta, aponta para Cristo (At 2:30-31), por isso o salmo é citado como nenhum outro texto das Escrituras no contexto da paixão de Cristo... Várias citações do salmo nos quatro Evangelhos, bem como em Hebreus 2:10-12, indicam que se trata de um salmo messiânico”.

Desta forma, o Salmo 22 revela profunda conexão entre o Antigo e o Novo Testamento, apontando para Jesus como o cumprimento das promessas, profecias e esperanças relacionadas ao povo de Deus. Essa conexão intertestamentária demonstra que Jesus experimentou o abandono e o sofrimento para trazer salvação e libertação a todos os que nEle creem.

Por isso, o Salmo 22 é considerado um salmo profético que antecipa a obra redentora de Cristo na cruz:

• Cristo citou o início do Salmo 22, clamando “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” (Mateus 27:46), identificando-Se com o sofrimento descrito no Salmo.
• As zombarias e escárnios dos inimigos encontraram paralelos na crucificação de Jesus, o Messias, onde Ele foi insultado, humilhado e ridicularizado (Mateus 27:39-44).
• A referência aos algozes lançando sortes pelas vestes do Santo encontra o cumprimento nas vestes de Cristo sendo sorteadas pelos soldados romanos (João 19:23-24).
• O salmista clama por libertação, e isso encontra seu cumprimento na ressurreição de Jesus, onde Ele é exaltado e vitorioso sobre a morte.

O final do Salmo 22 traz esperança e adoração a Deus, apontando para a vitória final do Messias e a salvação que Ele nos proporciona. Portanto, em meio ao sofrimento, confiemos nEle. Hoje, podemos reavivarmo-nos em Cristo! – Heber Toth Armí.
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
•••••

Nenhum comentário:

Espera ativa

  Devocional Diário  Vislumbres da eternidade  19 de maio https://mais.cpb.com.br/meditacao/espera-ativa/ Espera ativa Não deixarei que fiqu...