quarta-feira, 24 de maio de 2023

Salmos 18 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Salmos 18
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


SALMO 18 – O que encontramos nesse esplendoroso Salmo?

“Davi agradece pelas muitas vitórias que Deus lhe deu. Em 18:7-15, Davi descreve a fúria do Senhor em termos que lembram a manifestação no Sinai... Davi contempla a sua salvação não como algo pessoal ou particular, mas afirma que Deus moveu céus e terra – ou seja, Deus colocou seu grande poder em ação – para salvá-lo. A defesa de Davi por Deus estende-se a toda sua dinastia (18:50) e, assim, ao Messias” observa Duane Garrett.

O Salmo trata de diversos temas, tais como: Louvor ao Senhor, proteção divina, poder de Deus, justiça divina, resgate divino, atributos divinos, vitória de Deus, gratidão e entrega, etc.

São tantos os assuntos que podem ser extraídos do Salmo 18, o qual é uma cópia com algumas variações e acréscimo do poema encontrado em II Samuel 22, escrito por Davi.

• Os textos não são exatamente iguais, são semelhantes.
• Além disso, o Salmo 18 tem um acréscimo no final.

Considere...

• As variações e acréscimos são apropriados à inspiração do texto sagrado?
• Tais ações são obras humanas ou são tão inspiradas quanto é o texto original?

É correto afirmar que as variações literárias podem ser vistas como uma forma legítima de expressão artística e também teológica. No Salmo 18, o compilador tão inspirado quando o escritor primário buscou enfatizar ou ampliar certos aspectos da mensagem anterior. Isso indica a complexidade da inspiração da Bíblia, que a torna rica e completa!

A submissão à crença na inspiração divina dos textos bíblicos leva-nos a considerar que os versículos adicionais no Salmo 18 foram acrescentados por orientação do próprio Deus. Isso implica que Ele usa autores humanos para transmitir Sua mensagem, e que tem o controle sobre o processo de composição e inclusão dos textos sagrados. E, também, que a mensagem divina pode ser expandida ou enfatizada em diferentes contextos, visando atender às necessidades e situações específicas do povo de Deus no decorrer da história, como é o caso do quarto mandamento – veja Êxodo 20:8-11 relacionado com Deuteronômio 5:12-15.

Estas explicações técnicas nos convidam a apreciar a diversidade literária das Escrituras, reconhecer a ação de Deus na inspiração dos textos sagrados e abordar questões de variação textual com uma abordagem hermenêutica responsável.

Confie na Palavra e reaviva-te! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
•••••

Nenhum comentário:

Fruta nossa de cada dia

  Devocional Diário Fruta nossa de cada dia E o Senhor Deus ordenou ao homem: “De toda árvore do jardim você pode comer […].” Gênesis 2:16 A...