terça-feira, 23 de maio de 2023

Salmos 17 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Salmos 17
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


SALMO 17 – A dor, a angústia, o sofrimento, a perseguição e a morte não possuem a última palavra em nossa existência. Embora sejamos sensíveis a tudo isso e sintamos na pele e no coração suas manifestações, a esperança provida por Deus é ainda maior, real e impactante.

Como o crente fiel lida com os diversos problemas que afligem a alma humana?

• Ele clama a Deus por justiça e proteção sobre-humanas: O fiel não é insensível, mas quando se sente oprimido e perseguido, busca refúgio em Deus para encontrar alívio para seu sofrimento.
• Ele confia em Deus como refúgio seguro: O fiel reconhece que somente em Deus é possível encontrar verdadeira segurança e proteção diante das perseguições e ameaças.
• Ele expressa a Deus suas fraquezas e aflições: O fiel não esconde seus medos, sua dor, sua impotência e sua aflição diante do Senhor; na verdade, ele descreve em oração a pressão e os perigos que enfrenta, revelando a profundidade de seu sofrimento e como tal situação impacta sua alma.
• Ele espera a justiça de Deus: O fiel reconhece no julgamento divino algo positivo, que visa absolver, libertar, salvar; confia que Deus ouvirá seu clamor por justiça e intervirá em seu favor, ciente que o Juiz Celestial trará justiça e vindicação aos que sofrem injustiças.

Desta forma, o Salmo 17 é uma expressão vibrante de confiança e dependência do crente em Deus, o qual clama por proteção e justiça contra seus inimigos, reconhecendo que apenas em Deus há refúgio e segurança real. Assim, pessoas piedosas buscam a presença divina, aguardando em meio ao sofrimento, que Deus ouvirá e responderá seus lamentos.

O Salmo 17 lembra-nos que a justiça e a vindicação vêm de Deus. Quem assim acreditar não se acanhará em clamar por proteção e libertação celestiais!

Contrastando este Salmo com o anterior, encontramos a base para a certeza destas crenças:

• Os Salmos 16:10 e 17:15 nos revelam o plano divino: A ressurreição de Cristo, Sua vitória sobre a morte, e a promessa de comunhão plena com Deus, desperta em nós uma expectativa inabalável em relação ao futuro.
• No Salmo 16:10, a morte e ressurreição de Cristo, prepara o caminho para a esperança gloriosa de comunhão eterna com Deus, conforme expresso no Salmo 17:15.

Portanto, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
•••••

Nenhum comentário:

Fruta nossa de cada dia

  Devocional Diário Fruta nossa de cada dia E o Senhor Deus ordenou ao homem: “De toda árvore do jardim você pode comer […].” Gênesis 2:16 A...