domingo, 9 de abril de 2023

Jó 15 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Jó 15
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


JÓ 15 – Não ser compreendido na dor aumenta ainda mais a aflição diante do sofrimento. Essa era a triste situação de Jó.

Elifaz retoma a palavra. Agora, “a controvérsia se torna mais acalorada. Elifaz supôs a culpa de Jó, acusando Jó de se autocondenar, [Jó 15:1-6], por sua presunção e orgulho, [Jó 15:7-16], e descreveu os ímpios e seu fim, [Jó 15:17-35]”, sintetiza Merrill Unger.

A mesma atitude de Elifaz (e de seus amigos) seria vista nos judeus em relação a Jesus. Ele, “experimentado no sofrimento”, “foi desprezado e rejeitado pelos homens”; “como alguém de quem os homens escondem o rosto, foi desprezado, e nós não O tínhamos em estima... Nós O consideramos castigado por Deus, por Deus atingido e afligido” (Isaías 53:3-4).

• Elifaz, Bildade e Zofar supunham serem especialistas no sofrimento sem tê-lo experimentado tão profundamente quanto Jó.
• Jó experimentava profundamente a tortura oriunda do sofrimento físico, emocional, social e espiritual; estava mergulhado no sofrimento sem entendê-lo.
• Jesus, o inocente Filho de Deus, foi além do sofrimento de Jó. Ele escolheu deixar Sua posição de glória no Céu e tornar-Se humano; decidiu experimentar tudo o que nós experimentamos, enfrentou todas as tentações e sofrimentos que nós enfrentamos, foi até o preço final do pecado sem ter cometido qualquer pecado. Ele é especialista no sofrimento!

Ainda que nossos melhores amigos não nos entendam, e até nos acusem por não compreender-nos (Jó 15:1-35), devemos conscientizar-nos que Jesus nos entende completamente por ter vivido nossa experiência neste como humano.

Jesus sabe o que é ser tentado, sabe o que é sofrer, sabe o que significa estar em posição vulnerável. Ele identificou-Se conosco em todo sofrimento; e, foi além, ao sofrer a morte em nosso lugar, a fim de favorecer-nos.

Jó era inocente, mas não era imaculado – santo no sentido pleno da palavra; porém, Jesus era. Jesus não cometeu nenhuma falta, Sua natureza não era corrompida. O sofrimento que O levou à morte é maior que nossa capacidade limitada de compreensão; contudo, o importante é que, independente da imensidão de nosso sofrimento, Jesus nos entende completamente – como ninguém (Filipenses 2:9-11; Hebreus 2:10, 14-16; 4:14-16).

Quando diante do sofrimento necessitarmos de amigos que nos compreendam, não procuremos os Elifazes da vida; corramos imediatamente para Jesus! Ele nos reavivará! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
•••••

Nenhum comentário:

O poder da informação

  Devocional Diário O poder da informação Que eles deem graças ao Senhor por Sua bondade e por Suas maravilhas para com os filhos dos homens...