quarta-feira, 22 de março de 2023

BENEFÍCIOS DA PROPICIAÇÃO

 BENEFÍCIOS DA PROPICIAÇÃO

Sendo justificados gratuitamente, por Sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, a quem Deus apresentou como propiciação, no Seu sangue. Romanos 3:24, 25

Entre os pagãos, a propiciação era uma maneira jeitosa de o indivíduo, por meio de uma oferenda, mudar o pensamento de uma divindade, ou seja, influenciá-la para que lhe fosse favorável. Porém, na religião da Bíblia, a iniciativa da reconciliação entre Deus e o ser humano, bem como a oferta para apaziguar Sua ira, são obras de Deus (2Co 5:18, 19). O sacrifício de Cristo não tinha o objetivo de despertar amor no coração divino, mas manifestar o amor que lá se encontrava (Jo 3:16).

Foi o derramamento do sangue de Cristo, em sacrifício, que alcançou a propiciação, extinguindo a ira de Deus e nos redimindo da morte, porque Jesus ocupou nosso lugar como substituto e representante.

A propiciação demonstra a justiça de Deus. O que ocorreu na cruz evidenciou não apenas o perdão divino, mas também a justiça como fundamento para esse mesmo perdão. Em Cristo, Deus satisfez Suas próprias exigências santas, desviando do pecador a ira justa que ele merecia e voltando-a contra Si mesmo. Pelo sacrifício de Cristo, Deus satisfez, ou propiciou, Sua própria ira. Consequentemente, Deus não mais necessita de propiciação antes que possa perdoar, porque essa propiciação já foi feita por Cristo em favor de todo pecador.

A ideia de propiciação, conforme vemos na Carta aos Romanos, é a de que todos estão “debaixo do pecado” (Rm 3:9) e permanecem expostos à ira de Deus, tanto na sua manifestação presente quanto futura. Contudo, por causa da fé em Cristo – “a quem Deus apresentou como propiciação, no Seu sangue” (v. 25) –, “seremos por Ele salvos da ira” (Rm 5:9).

Nós, que éramos ímpios (Rm 4:5) e inimigos de Deus (Rm 5:10), fomos reconciliados com Ele (v. 10), justificados gratuitamente por Sua graça (Rm 3:24) e temos paz com Deus (Rm 5:1). Daqui em diante, Ele é por nós em todas as situações (Rm 8:31). Além disso, permanece a realidade de que os benefícios da propiciação são tão extensivos quanto o pecado: são oferecidos ao mundo inteiro (1Jo 2:2). Portanto, o sacrifício de Cristo é necessário a todos e suficiente para todos.

https://youtu.be/hwVJg2hNpPs

MEDITAÇÃO DIÁRIA

21 de março

https://mais.cpb.com.br/meditacao/beneficios-da-propiciacao/

•••••

Nenhum comentário:

Fruta nossa de cada dia

  Devocional Diário Fruta nossa de cada dia E o Senhor Deus ordenou ao homem: “De toda árvore do jardim você pode comer […].” Gênesis 2:16 A...