quarta-feira, 18 de janeiro de 2023

A FIDELIDADE DE DEUS

 A FIDELIDADE DE DEUS

   Não sobreveio a vocês nenhuma tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar; pelo contrário, juntamente com a tentação proverá livramento, para que vocês a possam suportar. 1 Coríntios 10:13

   Enquanto o apóstolo João destacou que Deus é amor (1Jo 4:8, 16), e o apóstolo Pedro enfatizou que Deus é santo (1Pe 1:15, 16), Paulo salientou que Deus é fiel (1Co 10:13; 2Co 1:18). Isso indica que Ele nunca Se esquece de Suas promessas, alianças, profecias e advertências. Ele nunca deixa de cumprir Sua palavra. O texto sagrado diz: “Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que mude de ideia. Será que, tendo Ele prometido, não o fará? Ou, tendo falado, não o cumprirá?” (Nm 23:19). No tempo certo – o tempo Dele –, tudo quanto disse se cumprirá. Podemos ter a segurança de que, por ser absolutamente fiel, Deus é plenamente confiável.

   A fidelidade de Deus é muito importante para nós, pois resulta em bênçãos preciosas para Seus filhos. Uma delas é que, em razão de Deus ser fiel, Ele não permite que sejamos tentados além das nossas forças. Sempre que uma tentação vier a nós, mesmo a mais difícil, haverá uma saída, um modo de escapar ileso, sem compactuar com o mal. Deus proverá livramento. Em algumas situações, será necessário fugir, como José fez quando foi assediado na casa de Potifar (Gn 39:7-12); em outras, apenas aguardar a intervenção divina, como ocorreu com os três amigos de Daniel. Diante da estátua, do rei e dos oficiais, eles simplesmente fizeram o melhor que podiam: não se curvaram em adoração idólatra e aguardaram o desenrolar dos acontecimentos, descansando em Deus (Dn 3).

   Nos exemplos acima, os filhos de Deus não pecaram. Eles venceram a tentação. No primeiro caso, José aparentemente foi prejudicado. Em resultado de sua obediência a Deus, foi lançado na prisão. Entretanto, depois, Deus empregou essas mesmas circunstâncias para conduzi-lo à elevada posição de governador do Egito, a fim de proteger Seu povo em uma época de grande fome. No segundo caso, os três hebreus, depois de serem lançados na fornalha, foram exaltados e prosperaram (Dn 3:30). Assim, mais cedo ou mais tarde, a fidelidade de Deus é claramente percebida; e a fidelidade de Seus servos, recompensada. Quando você for tentando, procure identificar o livramento que Deus está lhe oferecendo. 

MEDITAÇÃO DIÁRIA - MARAVILHOSO DEUS - 18 de janeiro

Nenhum comentário:

A OBRA DE CRISTO NO CÉU

A OBRA DE CRISTO NO CÉU Tendo, pois, Jesus, o Filho de Deus, como grande Sumo Sacerdote que adentrou os Céus [...], aproximemo-nos do trono ...