domingo, 8 de janeiro de 2023

A BONDADE DE DEUS

A BONDADE DE DEUS 

Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança. Tiago 1:17

   Uma das estratégias do diabo para nos afastar de Deus e nos induzir ao pecado é convencendo-nos de que Deus não é bom, que Ele não Se importa conosco, não nos ama, não cuida de nós, não quer o nosso bem. Foi isso que ele insinuou a Eva, no jardim do Éden, e a Jesus, no deserto. Porém, é justamente a convicção da bondade de Deus que nos serve de proteção para não cedermos à tentação. No texto para a reflexão deste dia, há quatro informações que assinalam a bondade de Deus:

   As dádivas de Deus são boas. Ao falar sobre o Originador das boas dádivas, Tiago O chama de Pai – uma figura que traz à mente alguém que é bom e sempre quer o nosso bem. Ele é o “Pai das luzes” – uma possível referência a Deus como o Criador dos corpos celestes, o que nos lembra que todas as boas dádivas vêm Daquele que criou todas as coisas para o nosso bem.

   O modo de Deus dar Suas dádivas é bomA expressão “todo dom” pode ser traduzida como “todo ato de dar”. Deus sempre doa com amor. Assim, tanto aquilo que Deus concede quanto o modo como o faz são bons.

   Suas dádivas são constantesA expressão “descendo” significa, na língua original, “descendo continuamente”. Desse modo, Suas dádivas não são ocasionais, mas constantes. Algumas vezes nem as percebemos, mas estão ali. Todas as coisas boas que nos acontecem têm sua origem em Deus. Como diz o conhecido hino “Conta as Bênçãos”, precisamos, de vez em quando, dar uma pausa em nossa correria para meditar nas bênçãos divinas.

   Suas dádivas continuarão a vir sobre nós porque Deus não muda. Toda a criação está sujeita à mudança, para melhor ou pior, mas Deus é perfeito em sentido absoluto. Por isso, não pode mudar. Deus é bom e sempre o será. Sua bondade é eterna.

   Portanto, quando você perceber a tentação se aproximando, use este recurso: lembre-se da bondade de Deus em sua vida. Como disse o profeta Natã, se o rei Davi tivesse se lembrado da bondade de Deus manifestada tantas vezes para com ele, não teria pecado com Bate-Seba (2Sm 12:7-9).

MEDITAÇÃO DIÁRIA - MARAVILHOSO DEUS

Domingo, 8 de janeiro

Nenhum comentário:

A OBRA DE CRISTO NO CÉU

A OBRA DE CRISTO NO CÉU Tendo, pois, Jesus, o Filho de Deus, como grande Sumo Sacerdote que adentrou os Céus [...], aproximemo-nos do trono ...