sexta-feira, 25 de novembro de 2022

2 Reis 3 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica - 2 Reis 3
Comentário
Pr Heber Toth Armí

II REIS 3 – Há bênçãos e vitórias que desfrutamos devido à fidelidade alheia. Há orações respondidas por conta da consagração de outras pessoas. Deus é misericordioso com pessoas ímpias por causa daqueles que dependem dEle. Isso deve instigar-nos!

O rei Jorão de Israel foi beneficiado pelo profeta Eliseu, graças à presença de Josafá, rei de Judá. O profeta deixou isso muito claro ao procurarem-no para solucionar um problema de falta de água quando enfrentavam os moabitas (II Reis 3:5-20).

Graças a presença de Josafá, Deus concedeu vitória a Edom e Israel sobre seus inimigos (II Reis 3:21-27). Tal fato deve servir de advertência e incentivo aos que estão alheios a Deus!

O início do capítulo mostra que as obras de Elias e Eliseu surtiam algum efeito na vida do rei de Israel. Embora fosse filho do perverso rei Acabe e da cruel rainha Jezabel, Jorão retirou a coluna de Baal erigida por seu pai. Isso pode-se caracterizar um tipo de reforma espiritual; porém, precisa ser analisada mais atentamente:

1. Reforma espiritual que não provém de reavivamento espiritual será incompleta e defeituosa. Nenhuma reforma que não partir de dentro para fora, será apenas paliativa. Se o Espírito Santo não operar no coração do pecador, nenhuma ação promoverá reforma verdadeira. Jorão não orou, não leu a Bíblia, não levou o povo à consagração. Apenas retirou a coluna de Baal que seu pai havia construído!

2. Reforma espiritual que não erradica o pecado não pode ser considerada válida. Superficialidade na reforma não transforma o coração. Embora a missão de Elias e Eliseu possa ter influenciado Jorão a retirar o coluna de Baal, ele não foi além disso. Conquanto fosse a versão melhorada de seus pais, Jorão praticou os pecados Jeroboão – fazendo pecar ao povo de Deus.

3. Reformas espirituais que não transformam o caráter dos pecadores não passam de reavivamentos superficiais, sem aprovação de Deus. A verdadeira espiritualidade torna o crente em fiel a Deus, revelado no trato ao próximo. Assim, transformação do coração é mais importante que erradicação dos emblemas da falsa religião.

A secularização do cristianismo atual evidencia que precisamos de reavivamento e reforma que realmente transforma cada membro da igreja.

Temos de ir além da superficialidade, e mergulhar fundo na verdadeira espiritualidade bíblica...

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.
#ebiblico #rpsp #palavraeficaz‌‌

Nenhum comentário:

A PUREZA INFINITA

  A PUREZA INFINITA E todo o que tem essa esperança Nele purifica a si mesmo, assim como Ele é puro. 1 João 3:3 Ao terminar o discurso, Jesu...