sexta-feira, 9 de setembro de 2022

O SEMEADOR CELESTIAL

 O SEMEADOR CELESTIAL

Eis que o semeador saiu a semear. Mateus 13:3

No Oriente, as circunstâncias eram tão incertas, e a violência era tão grande, que o povo morava principalmente em cidades muradas, e os lavradores saíam diariamente para o trabalho. Assim Cristo também saiu, o Semeador celestial, a semear. Deixou Seu lar seguro e cheio de paz; deixou a glória que possuía junto ao Pai antes de o mundo existir; deixou Sua posição no trono do Universo. Saiu como homem sofredor e tentado; saiu em solidão para semear em lágrimas e regar com o próprio sangue a semente da vida para um mundo perdido.

Igualmente, Seus servos precisam sair para semear. Quando Abraão foi chamado para tornar-se semeador da semente da verdade, foi-lhe ordenado: “Saia da sua terra, da sua parentela e da casa do seu pai e vá para a terra que lhe mostrarei” (Gn 12:1). “E partiu sem saber para onde ia” (Hb 11:8). Assim também Paulo recebeu a ordem divina, enquanto orava no templo em Jerusalém: “Vá, porque Eu o enviarei para longe, aos gentios” (At 22:21). Dessa maneira, todos os que são chamados para unir-se a Cristo precisam deixar tudo para segui-Lo. Velhas relações precisam ser cortadas, planos de vida abandonados, esperanças terreais renunciadas. Com trabalho e lágrimas, na solidão e por sacrifício, deve a semente ser lançada.

“O semeador semeia a Palavra” (Mc 4:14). Cristo veio para semear o mundo com a verdade. Durante todo o tempo, desde a queda da humanidade, Satanás tem lançado a semente do erro. Por uma mentira ganhou o domínio sobre a raça humana, e da mesma maneira ainda trabalha para subverter o reino de Deus na Terra e submeter as pessoas a seu poderio. Como semeador de um mundo mais elevado, Cristo veio para lançar as sementes da verdade. Ele, que tomou parte no conselho de Deus e morou no mais íntimo santuário do Eterno, podia dar aos seres humanos os puros princípios da verdade. Desde a queda do homem e da mulher, Cristo tem sido o Revelador da verdade ao mundo. Por Ele foi transmitida ao ser humano a semente incorruptível, a “Palavra de Deus, a qual vive e é permanente” (1Pe 1:23). Naquela primeira promessa dada no Éden à humanidade caída, Cristo lançava a semente do evangelho. Mas a parábola do semeador aplica-se especialmente a Seu ministério pessoal entre a humanidade, e à obra que Ele assim estabeleceu (Parábolas de Jesus, p. 36-38).

PARA REFLETIR: Que semente você pode semear para o reino de Deus hoje?

https://youtu.be/ac0Q5NphtdY

MEDITAÇÃO DIÁRIA

9 de setembro
https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-semeador-celestial/

Nenhum comentário:

O CONSUMADOR DA OBRA

  MEDITAÇÃO DIÁRIA O CONSUMADOR DA OBRA Quando Jesus tomou o vinagre, disse: “Está consumado!” João 19:30 O Senhor não vem a este mundo com ...