terça-feira, 20 de setembro de 2022

O SALVADOR RESSUSCITADO

 MEDITAÇÃO DIÁRIA

O SALVADOR RESSUSCITADO

Mas o que foi semeado em boa terra é o que ouve a palavra e a compreende; este frutifica e produz a cem, a sessenta e a trinta por um. Mateus 13:23

Quando Cristo deu a Seus discípulos a promessa do Espírito Santo, estava se aproximando o fim de Seu ministério terrestre. Jesus estava à sombra da cruz, com plena consciência do peso da culpa que viria sobre Ele como o portador dos pecados. Antes de Se oferecer como a vítima sacrifical, instruiu os discípulos com respeito a um dom essencial e completo que concederia a Seus seguidores, o dom que colocaria ao alcance deles os ilimitados recursos de Sua graça. “E Eu pedirei ao Pai, e Ele lhes dará outro Consolador, a fim de que esteja com vocês para sempre: é o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não O vê, nem O conhece. Vocês O conhecem, porque Ele habita com vocês e estará em vocês” (Jo 14:16, 17). O Salvador estava apontando para o futuro, para o tempo em que o Santo Espírito viria para fazer uma poderosa obra como Seu representante. O mal que vinha se acumulando por séculos devia ser resistido pelo divino poder do Espírito Santo.

Qual foi o resultado do derramamento do Espírito no dia de Pentecostes? As boas-novas de um Salvador ressuscitado foram levadas até as mais longínquas partes do mundo habitado. À medida que os discípulos proclamavam a graça redentora, os corações se entregavam ao poder da mensagem. A igreja viu conversos vindo para ela de todos os lugares. Apóstatas se converteram de novo. Pecadores se uniram aos crentes em busca da Pérola de grande preço. Alguns que haviam sido os mais ferrenhos inimigos do evangelho se tornaram seus heróis. Cumpriu-se a profecia: “O mais fraco dentre eles […] será como Davi, e a casa de Davi será […] como o Anjo do Senhor” (Zc 12:8). Cada cristão via em seu irmão uma revelação do amor e da benevolência divinos. Só um interesse prevalecia; um só estímulo absorveu todos os outros. A aspiração dos crentes era revelar a semelhança do caráter de Cristo e trabalhar pelo desenvolvimento de Seu reino.

“Com grande poder, os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça” (At 4:33). Por seu trabalho se uniram à igreja homens escolhidos que, recebendo a palavra da verdade, consagraram a vida à obra de levar aos outros a esperança que lhes enchia o coração de paz e satisfação (Atos dos Apóstolos, p. 31, 32 [47, 48]).

PARA REFLETIR: O Espírito Santo está sendo derramado atualmente sobre você?
https://youtu.be/tVlclGMPuzc

Nenhum comentário:

O CONSUMADOR DA OBRA

  MEDITAÇÃO DIÁRIA O CONSUMADOR DA OBRA Quando Jesus tomou o vinagre, disse: “Está consumado!” João 19:30 O Senhor não vem a este mundo com ...