quarta-feira, 28 de setembro de 2022

O SALVADOR DOS PECADORES

 O SALVADOR DOS PECADORES

Mas o Senhor disse a Satanás: “Que o Senhor o repreenda, Satanás! Sim, que o Senhor, que escolheu Jerusalém, o repreenda! Não é este um toco de lenha tirado do fogo?” Zacarias 3:2

Em visão, o profeta viu “o sumo sacerdote Josué”, “vestido com roupas muito sujas” (Zc 3:1, 3), diante do Anjo do Senhor e suplicando a misericórdia de Deus para seu povo aflito. Enquanto ele suplicava o cumprimento das promessas de Deus, Satanás apresentou-se ousadamente para lhe resistir. Expôs as transgressões de Israel como razão pela qual não poderiam ser reabilitados ao favor de Deus. Reclamava-os como presa sua e exigia que fossem entregues em suas mãos.

O sumo sacerdote não podia defender nem a si nem seu povo das acusações de Satanás. Ele não afirmava que Israel estava isento de faltas. Com vestes sujas, simbolizando os pecados do povo – pecados que ele carregava como seu representante –, estava perante o Anjo, confessando os pecados deles, mas apontando para seu arrependimento e humilhação e descansando na misericórdia de um Redentor que perdoa o pecado. Pela fé reivindicava as promessas de Deus.

Então o Anjo, que é o próprio Cristo, o Salvador dos pecadores, reduz ao silêncio o acusador de Seu povo, declarando: “Que o Senhor o repreenda, Satanás! Sim, que o Senhor, que escolheu Jerusalém, o repreenda! Não é este um toco de lenha tirado do fogo?” (Zc 3:2). Durante longo tempo, Israel tinha estado na fornalha da aflição. Por causa de seus pecados tinha sido quase consumido no fogo que Satanás e seus agentes haviam acendido para sua destruição; mas Deus tinha agora estendido Sua mão para tirá-lo.

Tendo sido aceita a intercessão de Josué, foi dada a ordem: “Tirem as roupas sujas que ele está usando.” E o Anjo disse a Josué: “Eis que tirei de você a sua iniquidade e agora o vestirei com roupas finas. […] Puseram um turbante limpo na cabeça dele e o vestiram” (v. 4, 5). Seus próprios pecados e os de seu povo foram perdoados. Israel foi vestido “com roupas finas” – a justiça de Cristo atribuída a eles. A mitra posta sobre a cabeça de Josué era como a que os sacerdotes usavam e levava a inscrição: “Santidade ao Senhor” (Êx 28:36), significando que, apesar de suas transgressões anteriores, estava agora qualificado para ministrar perante Deus em Seu santuário (Profetas e Reis, p. 339, 340 [583, 584]).

PARA REFLETIR: Você aceita a realidade de que Jesus escolherá o tempo e o lugar do seu livramento?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

28 de setembro
https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-salvador-dos-pecadores/

https://youtu.be/BuwMa3LvYh4

Nenhum comentário:

A PUREZA INFINITA

  A PUREZA INFINITA E todo o que tem essa esperança Nele purifica a si mesmo, assim como Ele é puro. 1 João 3:3 Ao terminar o discurso, Jesu...