domingo, 21 de agosto de 2022

O REVELADOR DA VERDADE

 O REVELADOR DA VERDADE

Se dissermos que mantemos comunhão com Ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. 1 João 1:6

Se a prata e o ouro fossem suficientes para comprar a salvação do ser humano, como isso teria sido fácil para Aquele que diz: “Minha é a prata, Meu é o ouro” (Ag 2:8)! Mas só pelo precioso sangue do Filho de Deus o transgressor podia ser redimido. O plano da salvação foi estabelecido com base no sacrifício. O apóstolo Paulo escreveu: “Pois vocês conhecem a graça do nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, Se fez pobre por amor de vocês, para que, por meio da pobreza Dele, vocês se tornassem ricos” (2Co 8:9). Cristo Se entregou por nós para nos redimir de toda iniquidade. E como a suprema bênção da salvação, “o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Rm 6:23).

“Tendo purificado a alma pela obediência à verdade, e com vistas ao amor fraternal não fingido”, continuou Pedro, “amem intensamente uns aos outros de coração puro” (1Pe 1:22). A Palavra de Deus, a verdade, é o meio pelo qual o Senhor manifesta Seu Espírito e poder. A obediência à Palavra produz o fruto da qualidade requerida, “amor fraternal não fingido”. Esse amor tem sua origem no Céu e conduz aos mais elevados motivos e ações altruístas. 

Quando a verdade se torna um princípio dominante na vida, renascemos “não de semente corruptível, mas de semente incorruptível, mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente” (v. 23). Esse novo nascimento é o resultado de receber Cristo como a Palavra de Deus. Quando, mediante o Espírito Santo, as verdades divinas são impressas no coração, surgem novas concepções, e as energias antes adormecidas despertam para cooperar com Deus.

Assim foi com Pedro e os demais discípulos. Cristo foi o Revelador da verdade ao mundo. Por Ele a incorruptível semente, a Palavra do Senhor, foi semeada no coração humano. No entanto, muitas das mais preciosas lições do grande Mestre foram ditas aos que então não as entenderam. Quando, depois de Sua ascensão, o Espírito Santo fez com que os discípulos se recordassem dos ensinos de Jesus, os sentidos deles, até então adormecidos, despertaram (Atos dos Apóstolos, p. 330, 331 [519, 520]).

PARA REFLETIR: Qual é a sua mais recente mudança de atitude ou comportamento que aconteceu como resultado da verdade revelada pelo Espírito Santo?

https://youtu.be/sxQXYkOM_4gg

MEDITAÇÃO DIÁRIA

21 de agosto
https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-revelador-da-verdade/


Nenhum comentário:

O CONSUMADOR DA OBRA

  MEDITAÇÃO DIÁRIA O CONSUMADOR DA OBRA Quando Jesus tomou o vinagre, disse: “Está consumado!” João 19:30 O Senhor não vem a este mundo com ...