quinta-feira, 4 de agosto de 2022

Josué 16 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Josué 16

Comentário Pr Heber Toth Armí

JOSUÉ 16 – Existe coerência perfeita na Palavra de Deus. Ela deve ser estuda com muita atenção. 

Embora José fosse um dos filhos de Jacó/Israel, seu nome não se tornou título de nenhuma das 12 tribos israelitas. A explicação se deve a que seus dois filhos, Efraim e Manassés com Azenate, “filha de Potífera, sacerdote de Om” (Gênesis 41:50-52) tornaram-se cabeças de duas tribos. Em Josué 16, o território da região montanhosa central pertenceria aos filhos de José. Observe que Efraim recebeu primeiro a sua parte, devido a ter recebido uma bênção maior de Jacó antes de morrer (Gênesis 48:17-20).

Na bênção final de Jacó a seus filhos, José foi contemplado (Gênesis 49:22-26); mas, na bênção de Moisés às tribos de Israel, ao se referir a José, Efraim e Manassés foram mencionados (Deuteronômio 33:13-17).

Na distribuição territorial, a tribo de Efraim ficou com uma grande porção da terra de Canaã; sua região é caracterizada por montanhas e vales, bem irrigados pelas estações chuvosas – um lugar promissor ao desenvolvimento econômico.

• Infelizmente, a tribo de Efraim não expulsou totalmente os cananitas de Gezer, mesmo que Josué tivesse matado o rei daquele lugar (Josué 12:12). Oséias, chamado depois de Josué, pertencia à tribo de Efraim (Números 13:8, 16). Após as “conquistas preliminares, Josué começou a dividir a terra de Canaã entre as tribos (Js 13-21), sendo sua herança, a seu pedido, em Timnate-Sera, na região montanhosa de Efraim (Js 19:50)”, explica o Dicionário Bíblico Adventista.

• Infelizmente a tribo de Josué falhou ao não erradicar completamente os pagãos perversos de Gezer, optando por utilizá-los em “trabalhos forçados” (Josué 16:10). “Ao permitirem os estrangeiros permanecerem no meio deles, os efraimitas se expuseram a um perigo espiritual. A história posterior da tribo mostra que ela caiu tão completamente na idolatria que Deus, por meio de um profeta, declarou: ‘Efraim está entregue aos ídolos; é deixá-lo’ (Os 4:17). O destino de Efraim e das tribos a ela associadas deve servir de advertência para os cristãos, a fim de que não se coloque em jugo desigual com os incrédulos (2Co 6:14). Esse tipo de relacionamento quase sempre é prejudicial” (CBASD).

Fiquemos sempre alerta contra os perigos espirituais! Não devemos correr riscos preferindo algo que pareça vantajoso, porém difere das orientações de Deus! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz‌‌

Nenhum comentário:

O AUXILIADOR INFINITO

O AUXILIADOR INFINITO Grande é o Senhor nosso e mui poderoso; o Seu entendimento não se pode medir. Salmo 147:5 Muitos supõem que a religião...