sexta-feira, 1 de julho de 2022

O MESTRE

 O MESTRE

Mas o próprio Jesus não confiava neles, porque conhecia a todos. João 2:24

Apenas os que estão recebendo constantemente novos suprimentos de graça terão poder proporcional à sua necessidade diária e à sua capacidade de usar esse poder. Em vez de aguardar um tempo futuro em que, mediante uma concessão especial de poder espiritual, recebam uma habilitação miraculosa para conquistar almas, rendem-se diariamente a Deus para que os torne vasos próprios para Seu uso. Aproveitam cada dia as oportunidades do serviço que encontram ao seu alcance. Diariamente testificam em favor do Mestre onde quer que estejam, seja em alguma humilde esfera de atividade no lar ou em algum setor público.

Para o consagrado obreiro há um maravilhoso consolo em saber que até Cristo, durante Sua vida na Terra, buscava diariamente Seu Pai à procura de nova provisão da graça necessária e saía dessa comunhão com Deus para fortalecer e abençoar outros. Contemplemos o Filho de Deus curvado em oração ao Seu Pai! Embora fosse o Filho de Deus, fortalecia Sua fé por meio da prece e, mediante a comunhão com o Céu, trazia a Si mesmo força para resistir ao mal e ministrar às necessidades dos seres humanos. Como o Irmão mais velho de nossa raça, Ele conhece as necessidades daqueles que, mesmo cercados de enfermidades e vivendo em um mundo de pecado e tentação, desejam servi-Lo. Ele sabe que os mensageiros que acha por bem enviar são seres humanos fracos e falíveis, mas a todos que se dedicam inteiramente ao Seu serviço promete auxílio divino. Seu próprio exemplo é uma garantia de que a diligente e perseverante súplica a Deus com fé – fé que leva a uma completa confiança Nele e a uma consagração sem reserva à Sua obra – será eficaz em trazer a homens e mulheres o auxílio do Espírito Santo na batalha contra o pecado.

Todo obreiro que segue o exemplo de Cristo estará apto a receber e usar o poder que Deus prometeu à Sua igreja para a maturação da seara da Terra. A cada manhã, quando os arautos do evangelho se ajoelham perante o Senhor, renovando-Lhe seus votos de consagração, Ele lhes concede a presença de Seu Espírito, com Seu poder vivificante e santificador. Ao saírem para seus deveres diários, eles têm a certeza de que a invisível atuação do Espírito Santo os habilita a ser “cooperadores de Deus” (1Co 3:9) (Atos dos Apóstolos, p. 36 [55, 56]).

PARA REFLETIR: Se Jesus quer ministrar às suas mais profundas necessidades, que área da sua vida você deve abrir a Ele hoje?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

1° de julho

https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-mestre/

Nenhum comentário:

O AUXILIADOR INFINITO

O AUXILIADOR INFINITO Grande é o Senhor nosso e mui poderoso; o Seu entendimento não se pode medir. Salmo 147:5 Muitos supõem que a religião...