segunda-feira, 25 de julho de 2022

O GRANDE MODELO

 O GRANDE MODELO

Assim brilhe também a luz de vocês diante dos outros, para que vejam as boas obras que vocês fazem e glorifiquem o Pai de vocês, que está nos céus. Mateus 5:16

Paulo escreveu: “Façam tudo sem murmurações nem discussões, para que sejam irrepreensíveis e puros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual vocês brilham como luzeiros no mundo, preservando a palavra da vida. Assim, no Dia de Cristo, poderei me gloriar de que não corri em vão, nem me esforcei inutilmente” (Fp 2:14-16).

Quanto às pessoas que não se encontram sob o controle divino, muito embora professem ser cristãs, realmente contribuem com a eficácia do evangelho nas relações de trabalho com os não convertidos? Há muitos cujo nome nos livros de registro do Céu estará descrito com as palavras: “Não produtores, apenas consumidores.” Não deram fruto para a glória de Deus. O Senhor não pode cooperar com eles. São pedras que ocupam espaço no ambiente, mas não emitem luz. Não podem brilhar como pedras vivas, pois não recebem luz da Pedra angular. Será que podem se dar ao luxo de manter a alma em tamanha incerteza? Os cristãos se encontram ou sob o domínio de Cristo, atentando para as Suas instruções e fazendo a obra que lhes corresponde como seguidores de Deus, ou sob o controle do inimigo. Ou fazem o bem, ou causam dano incalculável. […]

Os cristãos devem ser portadores de luz, que dizem a todos com quem entram em contato: “Sigam-me, assim como eu sigo a Cristo.” Devem ser exemplos de piedade, que representam a Cristo em palavra, espírito, ação e em todas as interações com irmãos e desconhecidos. Precisam mostrar que os seus atos são uma cópia dos atos do grande Modelo. Cristo requer tudo isso dos Seus seguidores. Eles devem revelar a superioridade dos princípios celestiais sobre os princípios do mundo. […]

Os cristãos verdadeiros sempre brilham como luzes no mundo. São portadores de luz que operam em um plano de ação mais elevado do que os não cristãos. Sua pureza e retidão em cada ato são fontes de iluminação. Compartilham aquilo que recebem, tornando conhecidos os deveres e os privilégios do cristão. Os princípios enobrecedores e refinadores do evangelho se manifestam em cada fase da vida (Carta 148, 1899). 

PARA REFLETIR: Que “dano incalculável” você pode causar se não for consagrado a Deus?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

25 de julho

https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-grande-modelo/

Meditações Diárias: 25 de Julho - O GRANDE MODELO l Acima de Todo o Nome

https://youtu.be/GDZWlGA7FAA

Nenhum comentário:

O ÁRBITRO DE TODOS OS DESTINOS

 O ÁRBITRO DE TODOS OS DESTINOS O que diz respeito a mim o Senhor levará a bom termo; a Tua misericórdia, ó Senhor, dura para sempre; não de...