segunda-feira, 11 de julho de 2022

O GRANDE ADVOGADO

  O GRANDE ADVOGADO

Até agora vocês não pediram nada em Meu nome; peçam e receberão, para que a alegria de vocês seja completa. João 16:24

As determinações e concessões de Deus em nosso favor são ilimitadas. O trono da graça é, em si, o maior atrativo, pois está ocupado por Aquele que nos permite chamá-Lo de Pai. Mas Deus não considerou completo o princípio da salvação, enquanto era representado somente pelo Seu amor. Por isso determinou colocar junto ao Seu altar um Mediador que personificasse nossa natureza. Como nosso Intercessor, Seu ministério consiste em nos apresentar perante Deus como filhos e filhas. Cristo intercede em favor dos que O recebem e, por virtude de Seus próprios méritos, lhes concede constituírem-se membros da família real, filhos do Rei celestial. E o Pai demonstra para com Cristo, que pagou com sangue o preço de nossa libertação, Seu infinito amor, aceitando os amigos Dele como Seus. Está satisfeito com a expiação que Cristo efetuou e é glorificado na vida, morte e mediação de Seu Filho.

Achegando-se ao trono da graça, o filho de Deus Se constitui cliente do grande Advogado. À primeira manifestação de arrependimento e desejo de perdão, Cristo defende a causa desse filho como se fosse Sua, intercedendo perante o Pai como se o fizesse por Si próprio.

Enquanto Cristo intercede por nós, o Pai nos oferece os tesouros de Sua graça para que os possuamos, alegrando-nos neles e repartindo-os com outros. “Naquele dia vocês pedirão em Meu nome”, disse Jesus, “E não lhes digo que pedirei ao Pai em favor de vocês, porque o próprio Pai os ama, visto que vocês Me amam.” Devemos pedir em nome de Cristo. Isso tornará eficaz nossa oração, e o Pai nos distribuirá as riquezas da Sua misericórdia; por isso “peçam e receberão, para que a alegria de vocês seja completa” (Jo 16:26, 27, 24).

Deus quer que Seus filhos obedientes reclamem Suas bênçãos e cheguem à Sua presença com louvor e ação de graças. Deus é a fonte de vida e poder. Para os que guardam Seus mandamentos, pode transformar o deserto em campos férteis, porque isso contribui para a glória de Seu nome. Tanto fez a favor de Seu povo escolhido, que cada coração deve se encher de gratidão; e Sua alma Se entristece quando Lhe oferecemos um louvor mesquinho (Testemunhos Para a Igreja, v. 6, p. 363, 364). 

PARA REFLETIR: Quais bênçãos Deus tem reservado para você das quais ainda precisa se apropriar? 

MEDITAÇÃO DIÁRIA

11 de julho

https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-grande-advogado/


Nenhum comentário:

O ÁRBITRO DE TODOS OS DESTINOS

 O ÁRBITRO DE TODOS OS DESTINOS O que diz respeito a mim o Senhor levará a bom termo; a Tua misericórdia, ó Senhor, dura para sempre; não de...