segunda-feira, 11 de julho de 2022

Deuteronômio 26 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Deuteronômio 26

Comentário Pr Heber Toth Armí

DEUTERONÔMIOR 26 – Deus será realmente nosso Deus se O tivermos sempre em primeiro lugar em nossa existência. O primeiro mandamento é claro: “Não terás outras deuses diante de mim” (Deuteronômio 5:7). Mesmo que muitos não creiam na existência de outros deuses, o próprio Deus acredita e alerta-nos quanto ao perigo de tê-los.

Nessa parte de seu derradeiro sermão, Moisés apresenta algumas estratégias didáticas que facilitarão ao povo de Deus a não se desviar para longe de seu Deus.

• O remanescente deve alegrar-se sempre com as bênçãos dadas por Deus, reconhecer os recursos recebidos de Deus, e então orar, agradecer e adorar a Deus pelo que Ele tem feito por si e pela família (Deuteronômio 26:1-11).

• O remanescente deve considerar o dízimo trienal (que é diferente do dízimo normal o qual é destinado exclusivamente à liderança eclesiástica); esse dízimo do terceiro ano visava demonstrar reconhecimento e fidelidade pela grande libertação operada por Deus, assim em gratidão, esse valor deveria ser utilizado para abençoar ao levita, ao estrangeiro, ao órfão, à viúva, “para que possam comer até saciar-se na cidade de vocês” (Deuteronômio 26:12-15).

• O remanescente deve lembrar-se de como Deus o tornou especial para ter uma existência especial; tal percepção deve conduzi-lo a obedecer, não por obrigação, mas de todo coração e de toda a alma. Isso é ter Deus como Deus, o primeiro em tudo – o tempo todo (Deuteronômio 26:16-19).

Agora considere:

• Se na prática parece que estamos misturando a fé com opiniões humanísticas, filosofias terrenas e até conceitos do “pensamento positivo”, como reconhecer a Deus como Deus?

• Considerando que a sociedade atual que professa ser cristã não apreciaria um sermão sólido e consistente como o sermão de Moisés em Deuteronômio, podemos indagar se Deus ainda é Deus na mentalidade dos cristãos em geral.

• Considerando que as pessoas não gostam de sermões que tratem de dinheiro, ou que confrontem o materialismo, ou nos convidem a reconhecer que não estamos priorizando a Deus como deveria, pergunto: Somos realmente comprometidos com Deus?

• Considerando que Deus declarou que dará a Seu povo “uma posição de glória, fama e honra” e que será um povo separado para Ele, precisamos deixar a vanglória e as glórias deste mundo para não impedir que Deus faça o que prometeu! 

Precisamos reavivarmo-nos! – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz‌‌

Nenhum comentário:

O AUXILIADOR INFINITO

O AUXILIADOR INFINITO Grande é o Senhor nosso e mui poderoso; o Seu entendimento não se pode medir. Salmo 147:5 Muitos supõem que a religião...