domingo, 31 de julho de 2022

Josué 12 Comentário

  Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Josué 12

Comentário Pr Heber Toth Armí

JOSUÉ 12 – O plano de Deus de conceder Canaã a Israel está em pleno desenvolvimento. As promessas feitas por Deus estão sendo cumpridas por Ele mesmo. Assim, o livro de Josué “é permeado por uma atmosfera de otimismo jubiloso. A sua ideia central é o cumprimento da promessa feita aos antepassados quanto à possessão da terra de Canaã. Da abertura do livro, que registra as palavras de Deus em relação à iminente travessia do Jordão, até seu final, com o sepultamento de várias personalidades no solo da tão sonhada Terra Prometida, dá-se ênfase permanente ao cumprimento das ‘palavras de Deus’” (Marten Woudstra).

Quando vários exércitos reuniram-se contra Israel, Deus disse para não temerem, pois Ele lutaria, venceria e lhes entregaria nas mãos (Josué 10:7, 42; 11:6).

Josué 12 lista os reis conquistados por Israel:

Primeiramente, liderado por Moisés: Dois grandes reinos (Josué 12:1-6).

Depois, liderado por Josué: Trinta e um reinos (Josué 12:7-24).

Até Josué 12, foram 33 reinos subjugados, deixando registrado o que Deus é capaz de fazer pelas pessoas libertas da escravidão egípcia pelo deserto sem treinamento ou equipamentos bélicos. Grandes fortalezas foram conquistadas, vitórias humanamente indescritíveis e incompreensíveis.

Josué 12 arremata o que foi salientado no capítulo anterior: A terra de Canaã fora totalmente conquistada (Josué 11:16, 23). Tal conquista incluiu os gigantes enaquins (Josué 11:21), temidos pelos israelitas no início (Números 13:28, 33; Deuteronômio 9:2); evidenciando que os incrédulos murmuradores estavam equivocados ao temerem mais as fortalezas humanas do que confiarem na força divina (Números 13:28-14:10).

Josué 12 é uma síntese, “nesse resumo, há tanto a trajetória como o fim daqueles que resistem a Deus. O caminho estreito, bem como o largo são salientados nessa lição. A senda de Israel foi o caminho da obediência, sob a direção divina. No entanto, esse caminho nem sempre foi fácil. Muitas vezes, significou avançar a despeito dos grandes obstáculos. A hesitação significaria fracasso e perda. A história de Israel, porém, nesse momento, se caracteriza por perseverança constante e resoluta. A característica dos cananeus era a rebelião... eles combateram até o fim, sem aprenderem nenhuma lição e se recusando a ceder” (Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia).

Herança ou desgraça: Nosso futuro depende das decisões do presente! Ainda estamos em tempo de graça! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz‌‌

Nenhum comentário:

O AUXILIADOR INFINITO

O AUXILIADOR INFINITO Grande é o Senhor nosso e mui poderoso; o Seu entendimento não se pode medir. Salmo 147:5 Muitos supõem que a religião...