sábado, 25 de junho de 2022

Deuteronômio 10 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Deuteronômio 10

Comentário Pr Heber Toth Armí

DEUTERONÔMIO 10 – Este capítulo é uma aula de teologia. Ele nos ajuda a entender Quem é Deus?

Deus é um Ser santo que Se relaciona com pecadores desejando elevá-los da imoralidade à santidade. Mesmo sendo desafiador moldar pecadores, Ele insiste e persiste, como visto na reescrita dos Dez Mandamentos (Deuteronômio 10:1-5).

O Deus verdadeiro promete, guia Seu povo, cumpre promessas, muda de ideia quando o intercessor O interpela (como fez Moisés); e, levanta líderes para atuar em prol do povo – como os levitas (Deuteronômio 10:6-11).

Deus apresenta a verdadeira religião e a essência da adoração a Ele – o único Soberano e Deus verdadeiro; esse Deus que ama, restaura e opera em prol de Seus filhos sofredores espera que estes reflitam Seu caráter neste mundo tenebroso (Deuteronômio 10:12-22). Aos pecadores privilegiados com Sua revelação, Deus espera que abençoe aos outros. 

Deus apresenta Seu caráter benevolente escrevendo novamente os Dez Mandamentos a um povo irreverente e ingrato, apresentando Seu poder incomparável, agindo com justiça e misericórdia, defendendo “a causa do órfão e da viúva e ama o estrangeiro, dando-lhe alimento e roupa”; após revelar Seu caráter esse Deus pede que Seus representantes “amem os estrangeiros... temam o Senhor..., e sirvam-nO. Apeguem-se a Ele... Seja Ele o motivo do seu louvor, pois Ele é o Seu Deus, que por vocês fez aquelas grandes e temíveis maravilhas... (Deuteronômio 10:17-21).

O Deus que proprietário do Universo mas que Se afeiçoou e amou um remanescente, requer fidelidade e sinceridade de nossa parte. O remanescente, deixando de ser obstinado, deve amar, servir e reverenciar pela obediência ao Deus que benevolentemente outorgou mandamentos especiais. 

No tempo do fim, a religião verdadeira continua a mesma. Através de Ellen White temos as seguintes verdades:

• “Somente pela manifestação de interesse altruísta pelos que estão em necessidade é que podemos dar uma demonstração prática das verdades do evangelho” (BS, 32).

• “Deus requer de nós que aproveitemos cada oportunidade que nos é oferecida a fim de fazer o bem [aos outros]. Negligenciar fazer isto é perigoso para o nosso crescimento espiritual” (BS, 308).

• “Esta é a receita que Cristo prescreve para a pessoa tremente, duvidosa, debilitada. Levantem-se pois os acabrunhados, os que andam lastimosos perante o Senhor, e ajudem alguém que necessite de ajuda” (BS, 304).

Reavivemo-nos – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz‌‌

Nenhum comentário:

O AUXILIADOR INFINITO

O AUXILIADOR INFINITO Grande é o Senhor nosso e mui poderoso; o Seu entendimento não se pode medir. Salmo 147:5 Muitos supõem que a religião...