domingo, 29 de maio de 2022

O NEGOCIANTE CELESTIAL

 O NEGOCIANTE CELESTIAL

O Reino dos Céus é também semelhante a um homem que negocia e procura boas pérolas. Mateus 13:45

O evangelho de Cristo é uma bênção que todos podem ter. Os mais pobres tanto como os mais ricos estão em condições de adquirir a salvação; pois soma alguma de riquezas terrenas pode assegurá-la. É obtida pela obediência voluntária, entregando-nos a Cristo como Sua propriedade adquirida. A educação, mesmo da mais elevada espécie, não pode em si levar o ser humano para mais perto de Deus. […]

Devemos buscar a pérola de grande preço, mas não nos mercados mundanos, ou por meios mundanos. O preço exigido de nós não é ouro nem prata, pois isso pertence a Deus. Abandonem a ideia de que privilégios temporais ou espirituais lhes darão a salvação. Deus requer obediência voluntária. Pede-lhes que renunciem a seus pecados. […]

Alguns parecem estar sempre em busca da pérola celestial, mas não renunciam completamente a seus maus hábitos. Não morrem para o próprio eu, para que Cristo viva neles. Por esse motivo, não acham a pérola valiosa. Não venceram sua ambição profana e seu amor às atrações do mundo. Não tomam a cruz e não seguem a Cristo no caminho da abnegação e do sacrifício. Quase cristãos, mas não plenamente, parecem estar perto do reino do Céu, mas não podem ali entrar. Quase, mas não totalmente salvos, significa estar não quase, mas completamente perdidos.

A parábola do negociante que buscava boas pérolas tem significado duplo: aplica-se não somente àqueles que procuram o reino dos Céus, como também a Cristo, que procura Sua herança perdida. Cristo, o Negociante celestial que busca boas pérolas, viu na humanidade perdida a pérola de preço. Viu as possibilidades de redenção do ser humano corrompido e arruinado pelo pecado. Corações que têm sido o campo de conflito com Satanás e foram salvos pelo poder do amor são mais preciosos ao Salvador do que aqueles que jamais caíram. Deus contemplou a humanidade não como desprezível e indigna; contemplou-a em Cristo, viu-a como se podia tornar pelo amor redentor. Reuniu todas as riquezas do Universo e as ofereceu para adquirir a pérola (Parábolas de Jesus, p. 117, 118).

PARA REFLETIR: Se a salvação pode ser adquirida por meio da obediência voluntária a Deus, o que impede os seres humanos de fazer uma entrega completa da vontade ao Senhor?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

29 de maio

https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-negociante-celestial/

Nenhum comentário:

O AUXILIADOR INFINITO

O AUXILIADOR INFINITO Grande é o Senhor nosso e mui poderoso; o Seu entendimento não se pode medir. Salmo 147:5 Muitos supõem que a religião...