terça-feira, 10 de maio de 2022

Levítico 27 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Levítico 27

Comentário Pr Heber Toth Armí

LEVÍTICO 27 – A pecaminosidade de nossa natureza carnal é confrontada pelas leis de santidade. A imoralidade precisa ser erradicada para que sejamos uma sociedade que serve e adora ao santo Deus. Por isso “Levítico encerra-se com regras a respeito das ofertas de dedicação. Localizadas aqui [no último capítulo], essas leis talvez indiquem meios apropriados de responder às opções de estilo de vida postuladas pelas bênçãos e maldições. Elas formam uma conclusão adequada para Levítico, pois a dedicação de uma pessoa e suas posses ao serviço de Deus está no centro da santidade”, analisa Eugene H. Merrill.

A vida humana só tem sentido quando totalmente dedicada a Deus através do serviço a Ele (Levíticos 27:1-8), reconhecendo que o que temos Lhe pertence (Levítico 27:9-13). Esta compreensão nos leva a consagrar casas e terras a Deus (Levítico 27:14-25). 

Certamente que Deus não quer nosso mínimo. O dízimo reflete nossa consagração total a Ele (Levítico 27:26-33). Obviamente, o Senhor é o autor dessas orientações, Moisés é apenas o transmissor (Levítico 27:34).

O capítulo trata de fazer votos a Deus. Tais votos implicam na dedicação de pessoas e coisas ao Criador, reconhecendo Quem de fato Ele é. Voto a Deus não deve ser visto como tentativa de suborna-Lo; tem a ver com reconhecimento e gratidão pelos diversos tipos de dons e bênçãos recebidos. O exemplo de Jacó, antes de existir nação de Israel ou antes mesmo Moisés, auxilia-nos na compreensão da consagração de tudo a Deus ilustrado no dízimo como voto: Ao comprometer-se na entregar do dízimo, Jacó não fazia “um contrato com Deus. O Senhor já lhe havia prometido prosperidade, e este voto era o transbordar de um coração cheio de gratidão pela certeza do amor e misericórdia de Deus”, comenta Ellen White (PP, p. 187).

O dízimo é a evidência de uma consagração integral do coração ao Deus gracioso/misericordioso, de que nossa entrega ao Seu senhorio é completa. Além de demonstrar reconhecimento que tudo pertence a Ele (animais, imóveis e terra), dizimando evidenciamos que somos totalmente dEle. 

Desta forma, esse capítulo inspirado conclui Levítico mostrando que “é possível encontrar a verdadeira esperança e felicidade apenas quando se atende corretamente a esse Deus por intermédio de uma vida santa e dedicada ao serviço” (Merril).

Portanto, reavivemo-nos integralmente! – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz‌‌

Nenhum comentário:

A PEDRA FUNDAMENTAL

  MEDITAÇÃO DIÁRIA 18 de maio https://mais.cpb.com.br/meditacao/a-pedra-fundamental/ A PEDRA FUNDAMENTAL Eis a Rocha! Suas obras são perfeit...