segunda-feira, 18 de abril de 2022

A MAIOR DÁDIVA

MEDITAÇÃO DIÁRIA

18 de abril

https://mais.cpb.com.br/meditacao/a-maior-dadiva/

A MAIOR DÁDIVA

Mas Deus prova o Seu próprio amor para conosco pelo fato de Cristo ter morrido por nós quando ainda éramos pecadores. Romanos 5:8

Um homem poderia passar sobre o lugar onde o tesouro está escondido. Grandemente necessitado, poderia assentar-se e descansar à sombra de uma árvore sem saber das riquezas ocultas sob suas raízes. Assim era com os judeus. Como tesouro áureo, a verdade foi confiada aos hebreus. A dispensação judaica, trazendo o sinete do Céu, havia sido instituída por Cristo mesmo. As grandes verdades da salvação eram ocultadas por tipos e símbolos. Contudo, quando Cristo veio, os judeus não reconheceram Aquele a quem apontavam todos esses símbolos. Tinham em mãos a Palavra de Deus; mas as tradições transmitidas de geração a geração e as interpretações humanas das Escrituras lhes ocultavam a verdade tal como é em Jesus. Perdeu-se o significado espiritual das Sagradas Escrituras. O tesouro de todo o conhecimento lhes foi revelado, mas não o sabiam.

Deus não encobre Sua verdade aos seres humanos. Por seu próprio procedimento eles mesmos a obscurecem. Cristo deu aos judeus prova abundante de que era o Messias; mas Seus ensinamentos exigiam deles uma reforma radical de vida. Viram que se recebessem a Cristo precisariam renunciar a seus acariciados conceitos e tradições, suas práticas egoístas e ímpias. Aceitar a verdade eterna e imutável exigia sacrifício. Por isso não reconheciam a evidência mais conclusiva que Deus podia dar para firmar a fé em Cristo. Professavam crer no Antigo Testamento; contudo, recusavam aceitar o testemunho nele contido a respeito da vida e do caráter de Cristo. Temiam deixar-se convencer para não serem convertidos e obrigados a renunciar a suas opiniões preconcebidas. O Tesouro do evangelho, o Caminho, a Verdade e a Vida, estava entre eles; mas rejeitaram a maior Dádiva que o Céu lhes poderia outorgar.

“Até muitos dos principais creram Nele”, lemos, “mas não O confessavam por causa dos fariseus, para não serem expulsos da sinagoga” (Jo 12:42, ARC). Estavam convictos, criam que Jesus era o Filho de Deus, mas confessá-Lo não estava em harmonia com seus desejos ambiciosos (Parábolas de Jesus, p. 104-106).

PARA REFLETIR: O que você está disposto a sacrificar a fim de receber a verdade eterna e imutável?

Nenhum comentário:

O JOVEM GALILEU

O JOVEM GALILEU Três dias depois, O acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e fazendo-lhes perguntas. Lucas 2:46 Era o...