domingo, 9 de janeiro de 2022

O AUTOR DA RESSURREIÇÃO

 O AUTOR DA RESSURREIÇÃO

Então Jesus declarou: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em Mim, ainda que morra, viverá.” João 11:25

Jesus animou sua fé, dizendo: “O seu irmão há de ressurgir” (Jo 11:23). A resposta Dele não tinha o objetivo de inspirar a expectativa de mudança imediata. Conduziu os pensamentos de Marta para além da cura atual de seu irmão, levando-os até a ressurreição dos justos. Ele o fez para que ela visse, na ressurreição de Lázaro, a garantia da ressurreição de todos os justos e a certeza de que isso se realizaria pelo poder do Salvador.

Marta respondeu: “Eu sei que ele há de ressurgir na ressurreição, no último dia” (v. 24). Ainda procurando conduzir corretamente sua fé, Jesus declarou: “Eu sou a ressurreição e a vida” (v. 25). Em Cristo, há vida original, não emprestada, não derivada. “Quem tem o Filho tem a vida” (1Jo 5:12). A divindade de Cristo é a certeza de vida eterna para aquele que crê. “Quem crê em Mim”, disse Jesus, “ainda que morra, viverá. E todo o que vive e crê em Mim não morrerá eternamente. Você crê nisso?” (Jo 11:25, 26). Cristo estava olhando para o tempo de Sua segunda vinda. Nesse momento, os justos mortos ressuscitarão incorruptíveis, e os vivos serão trasladados para o Céu sem ver a morte. O milagre que Cristo estava prestes a realizar, ao ressuscitar Lázaro dos mortos, representaria a ressurreição de todos os justos mortos. Por Suas palavras e obras, declarou ser o Autor da ressurreição. Aquele que estava, Ele próprio, prestes a morrer na cruz, possuía as chaves da morte, era o vencedor da sepultura, e afirmou Seu direito e poder de dar vida eterna.

Diante das palavras do Salvador: “Você crê nisso?” (v. 26), Marta respondeu: “Sim, Senhor! Eu creio que o senhor é o Cristo, o Filho de Deus que devia vir ao mundo” (v. 27). Ela não compreendia todo o significado das palavras proferidas por Cristo, mas confessou sua fé na divindade Dele e sua confiança em que Ele era capaz de fazer qualquer coisa que desejasse (O Desejado de Todas as Nações, p. 423, 424 [530]).

PARA REFLETIR: O coração de Marta estava partido quando Jesus proferiu palavras que ela jamais havia ouvido e não compreendia plenamente. Quanto de sua fé em Jesus depende daquilo que você consegue entender? Aquilo que você não sabe sobre Jesus afeta o que sabe a respeito Dele?

Meditação Diária 09/01/2021

Nenhum comentário:

A ROCHA ETERNA

MEDITAÇÃO DIÁRIA Quarta-feira, 6 de julho  A ROCHA ETERNA    Chegando-se a Ele, a pedra que vive, rejeitada, sim, pelos homens, mas para com...