segunda-feira, 29 de março de 2021

Torres inacabadas

 MEDITAÇÃO DIÁRIA

Segunda-feira, 29 de março

Torres inacabadas 

 Então, Judas, atirando para o santuário as moedas de prata, retirou-se e foi enforcar-se. Mateus 27:5

Judas é símbolo de uma torre inacabada. Ele não foi chamado por Jesus, mas se apresentou, solicitando um lugar no círculo íntimo dos discípulos. Queria estar na companhia do Senhor, mas não O queria no coração.

Apesar de não ter sido chamado para ser um dos 12, podia ter se tornado um seguidor do Mestre. Mas, mesmo tendo estado tão perto de Jesus, não se deixou moldar pelo poder divino. Ele até sentiu a influência daquele poder, mas não abriu o coração a Cristo. Diz Ellen White: “Em vez de andar na luz, esse discípulo preferiu conservar seus defeitos. Maus desejos, impulsos vingativos, pensamentos sombrios e maus eram nutridos, até que Satanás assumiu completo domínio sobre ele” (O Desejado de Todas as Nações, p. 228).

Lamentavelmente, Judas ficou só nas intenções. É o que se vê muito, hoje em dia, entre os professos cristãos. Começam, mas não terminam. São torres não concluídas. É perigoso brincar de ser cristão. Religião não é entretenimento.

Conheci um jovem chamado Pedro. Era rebelde e insubmisso. Certo dia, ao final de uma semana de oração, ele atendeu a um apelo do pastor Hoffmann. Todos os alunos do colégio ficaram admirados e felizes. Pedro estava animado. Lia a Bíblia, orava, ia às reuniões, pedia conselhos. Algo tinha mudado em sua vida. Mas, pouco tempo depois, ele desistiu. Anos depois, eu o encontrei separado da esposa e metido nas drogas. Convidei-o para ir à igreja, dei-lhe conselhos, mas não se interessou. Vi-o muitas vezes passar por mim, e como era triste notar que ele era apenas uma sombra, uma torre inacabada!

O jovem Eliseu aceitou o chamado divino e jamais desistiu. Deixou-se transformar pela graça celestial. Certo dia, ao vê-lo passar, uma mulher disse ao marido: “Vejo que este que passa sempre por nós é santo homem de Deus” (2Rs 4:9).

Ninguém resiste à beleza de uma torre completa, bem acabada. Paulo nos deixou estas animadoras palavras: “Aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus” (Fp 1:6). O segredo da vida vitoriosa consiste em começar pela graça e terminar pela graça.

Rubens S. Lessa, 7/2/2000

Nenhum comentário:

O ato estranho de Deus

 MEDITAÇÃO DIÁRIA Domingo, 18 de abril O ato estranho de Deus Para realizar a Sua obra, a Sua obra estranha, e para executar o Seu ato, o Se...