terça-feira, 22 de dezembro de 2020

Deus é a esperança -Lamentações 5

  Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Lamentações 5

Comentário Pr Heber Toth Armí 

Creio que não damos o devido valor que merece o livro de Lamentações. Os judeus o consideram importante e o leem pelo menos uma vez ao ano. Lamentações consta na lista de livros lidos numa das festas anuais:

• Cantares de Salomão: Páscoa.

• Rute: Pentecostes.

• Eclesiastes: Festa das cabanas ou tabernáculos.

• Ester: Purim.

• Lamentações: Queda de Jerusalém e destruição do templo, festa celebrada no nono dia de Av (meados de julho).

O Dicionário Bíblico Wycliffe faz a seguinte análise sobre Lamentações: “O lamento não é simplesmente por Jerusalém estar destruída e o povo devastado. É que a catástrofe é um ato de Deus, executando um castigo merecido. Aqueles que deveriam ter sido líderes responsáveis não agiram corretamente, e o povo, voluntariamente, os seguiu. Deus está castigando Israel por seu pecado. Mas a adversidade não é apenas punitiva, é também corretiva. O amor e o propósito da aliança de Deus jamais falharam e jamais falharão”.

O capítulo final vai além do lamento. D. L. Moody declara que “este capítulo é realmente uma oração nacional feita a Jeová, a única esperança e auxílio de Sião”.

Assim, este capítulo é o auge do livro, o ápice dos lamentos, a conclusão apoteótica – a “cereja do bolo”. Então, redobre a tua atenção nestes últimos 22 versículos:

1. Reconhecimento nacional de que a terrível situação deu-se devido ao histórico carregado de pecados é uma nobre motivação para começar uma oração (vs. 1-4);

2. Embora a profecia indicasse exílio em Babilônia de 70 anos no livro de Jeremias (25:1-14), é sábio expor aflições a Deus e suplicar-Lhe misericórdia para suportar as consequências dos pecados (vs. 5-16);

3. Os caminhos seriam outros caso pecados não fossem amados. A história seria diferente se houvesse aberta rejeição à corrupção. Os pecados arruínam a sociedade, adoecem o coração e saqueiam as bênçãos de Deus (vs. 17-18).

4. Deus é a esperança exclusiva e concreta para qualquer desespero e angústia. O poema termina assim:

Contudo, ó Eterno, Tu ainda és soberano,

E teu trono eterno permanece para sempre…

Leva-nos de volta para Ti, Senhor! Estamos prontos para voltar.

Dá-nos um novo início.

A não ser que não tenha mais volta, não nos queira mais,

e a sua fúria não tenha fim (vs. 19-22).

“Senhor, reaviva-nos!” – Heber Toth Armí.

Escreva o que achou do livro de Lamentações de Jeremias:

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz

Nenhum comentário:

O poder das palavras no lar

  MEDITAÇÃO DIÁRIA Sexta-feira, 22 de janeiro O poder das palavras no lar E vós, pais, não provoqueis vossos filhos à ira, mas criai-os na d...