sábado, 21 de novembro de 2020

Quando falta o vinho

MEDITAÇÃO DIÁRIA

21 de novembro

Quando falta o vinho

Então, ela falou aos serventes: Fazei tudo o que Ele vos disser. João 2:5

Tenho a impressão de que um dos itens mais preocupantes na elaboração de uma festa de casamento é a lista de convidados. Sempre há o desejo de convidar mais pessoas do que é possível. Manuais de orientação aos noivos dão a eles ampla liberdade de fazerem tudo levando em conta o grau de proximidade que têm com os eventuais convidados e as próprias possibilidades. É certo que nem tudo será perfeito. Alguém ficará de fora. Embaraço maior talvez seja o de que, durante a recepção, aconteça a surpresa de um atendimento inadequado, a exemplo do que ocorreu na vila de Caná, na Galileia, em uma cerimônia da qual Jesus e Seus discípulos faziam parte.

A festa de casamento em Israel era uma ocasião cheia de felicidade. Estendia-se por vários dias, e o momento culminante era quando a noiva entrava na casa do noivo. Amigos que morassem na cidade eram convidados, assim como os familiares, mesmo que morassem distantes. Tudo transcorria bem em Caná, quando o pior aconteceu: faltou vinho, uma situação que poderia gerar uma crise. Esse vexame poderia dar motivo para que os convidados tivessem o direito de iniciar um julgamento contra a família do noivo, o que poderia resultar em uma pesada indenização financeira.

Ressalte-se, inicialmente, a empatia demonstrada por Maria, ao recorrer a seu Filho, quem realmente podia solucionar o problema: “Eles não têm mais vinho” (Jo 2:3). A resposta de Jesus, porém, educada e plenamente de acordo com os costumes locais, deixava claro que Sua missão não dependia da agenda de seus pais terrestres. Foi assim em sua ida ao templo, aos 12 anos (Lc 2:49). Além disso, o tempo de Cristo para resolver problemas nem sempre é o nosso. Esse é o momento em que devemos ter fé submissa e esperar pacientemente Nele. Tendo o controle da situação, Ele agiu fazendo provisão abundante de vinho (cerca de 570 litros) e de melhor qualidade (v. 10). Não se esqueça: Ele sempre faz “infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos” (Ef 3:20).

As lições desse milagre vão além da falta do “vinho” da alegria no casamento, que pode ser restaurado por Ele. Em toda situação de escassez e crise em nossa vida, Ele está presente para socorrer. Ao nos submetermos a Seus planos, teremos oportunidades de ver Seus milagres suprindo nossas necessidades.

Nenhum comentário:

Justiça de verdade

  MEDITAÇÃO DIÁRIA 4 de dezembro Justiça de verdade Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder em muito a dos escribas e fariseus, ...