segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Ao Som do “Rouxinol”

MEDITAÇÃO DIÁRIA


19 de outubro

Ao Som do “Rouxinol”

O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta. Salmo 23:1, NVI

O Salmo 23 nada tem de complicado. Nele, o pensamento flui como um rio. As experiências e as emoções de que trata são simples e familiares. Por isso, crianças o declamam embaladas pela segurança e serenidade que ele inspira, tendo os olhinhos brilhando de alegria. Idosos à beira da morte também o repetem sob a luz da esperança, quando o sol da existência vai se pondo sobre eles. Quem sabe, foi por isso que Henry Beecher a ele se referiu como sendo “o rouxinol dos Salmos” (Charles Allen, A Psiquiatria de Deus, p. 28).

Mesmo em sua simplicidade, nada é mais atual e necessário para nós do que a mensagem do Salmo 23, especialmente quando pensamos nas características de nossa época: repleta de insegurança, caminhos desencontrados, estresse e inimigos de todo tipo. Então, no emaranhado em que nos encontramos, podemos ouvir Davi, por inspiração divina e pela própria experiência, convidando-nos a desacelerar, jogar fora o estresse, o medo, a insegurança e incerteza, e descansar no cuidado e na provisão do Pastor.

“O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta” (NVI). Em realidade, essa frase é tudo no salmo. Todas as demais garantias que ele nos dá resultam do fato de que o Pastor é Deus, que conhece nossas reais necessidades emocionais, físicas, materiais e espirituais. Ele nunca nos faltará. Somos objetos de Seu amor e cuidado constantes. Somos ovelhas Dele. Deus é nosso proprietário e nosso guia, nada precisamos recear.

A afirmação “de nada terei falta” implica também nossa satisfação com os cuidados dispensados pelo bom Pastor. Conhecendo Seu caráter infalível, tornamo-nos indiferentes às necessidades que apenas imaginamos ter ou aquelas que a mídia trabalha para nos convencer de que possuímos, na certeza de que o Pastor suprirá tudo o que for para nosso bem. Investimos tempo e energia no trabalho, e Ele frutificará nossos esforços com as maravilhas que nos tem preparado cada dia. Então estaremos em paz, com o sentimento de que, sendo Ele nosso Pastor, sabe do que necessitamos e tem a fórmula para suprir cada uma de nossas carências.

Como pastor, Davi sabia que o destino de uma ovelha dependia do tipo de pessoa que cuidasse dela, assim como por experiência própria conhecia o Pastor que cuidava dele. O Senhor continua cuidando de mim e de você.

Meditações Matinais - De Coração a Coração, Zinaldo A. Santos

Nenhum comentário:

Tempo de livramento

MEDITAÇÃO DIÁRIA 28 de novembroTempo de livramento Tempo de livramento Não temais; aquietai-vos e vede o livramento do Senhor que, hoje, vos...