sexta-feira, 7 de agosto de 2020

Tesouro Bem Guardado

MEDITAÇÃO DIÁRIA
7 de agosto
Tesouro Bem Guardado

Porque eu sei em quem tenho crido e estou bem certo de que Ele é poderoso para guardar o meu depósito até aquele Dia. 2 Timóteo 1:12

Muitos milionários tiveram o desprazer de ver escoar sua fortuna, às vezes, por terem sido lesados. Líderes e mentores, cuja influência era monumental, já não mais a exercem porque a lei natural da vida lhes impôs a retirada do cenário ou por outras razões. Personagens do mundo das artes e dos esportes, que conheceram o auge da fama, também a viram se perder com o tempo. Já não são procurados nem enaltecidos; antigos “amigos” passam ao largo, suas opiniões não mais interessam. Aplausos não são mais ouvidos. Nem todos eles encaram com naturalidade a nova condição. Sentindo o peso do ostracismo, alguns têm mergulhado em sérios problemas de saúde, tendo até mesmo a vida abreviada.

Em contraste, destaca-se a atitude do apóstolo Paulo. Tendo sido chamado por Deus de modo incomum durante uma missão perseguidora aos cristãos, o celebrado erudito do alto escalão judaico se tornou o “bandeirante da fé cristã”. Evangelizou gentios, combateu o radicalismo judaizante, incomodou poderosos, desafiou intelectuais e falsos líderes, depôs diante de reis e imperadores, tudo a serviço da exaltação do Cristo crucificado e ressurreto. Finalmente, foi confinado à escuridão e frieza de um cárcere enquanto aguardava a morte. Entretanto, ao jovem colaborador Timóteo, ele deixou claro que não estava nem um pouco abalado.

Ciente de que ele passaria, mas não Cristo, incentivou Timóteo a se empenhar na pregação destemida do evangelho: “Não te envergonhes, portanto, do testemunho do nosso Senhor, nem do Seu encarcerado, que sou eu” (2Tm 1:8). Não há cadeia no mundo tão forte para subjugar uma consciência limpa diante de Deus. Acusações e condenações jamais abalam a confiança daqueles aos quais são atribuídas, quando eles estão empenhados na promoção e defesa da verdade.

Para o apóstolo, estar onde estava não fazia a menor diferença: “Porque sei em quem tenho crido e estou certo de que Ele é poderoso para guardar o meu depósito até aquele Dia” (v. 12). Ele havia confiado sua vida Àquele que lhe confiou as riquezas da graça, para sua salvação e para a salvação de multidões. Que mais importava?

Da próxima vez em que você se sentir sob fogo inimigo ou “fogo amigo”, entregue à solidão, assediado por desânimo e desespero, lembre-se: o Deus de Paulo é também seu Deus. A diferença essencial da vida está em crer Nele.

Meditações Matinais - De Coração a Coração, Zinaldo A. Santos

Nenhum comentário:

“Este é o dia”

 MEDITAÇÃO DIÁRIA 01 de outubro “Este é o dia” Então, Disse Débora a Baraque: Dispõe-te, porque este é o dia em que o Senhor entregou a Síse...