domingo, 2 de agosto de 2020

Propriedade do Rei

MEDITAÇÃO DIÁRIA

02 de agosto
Propriedade do Rei

Se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. Quer, pois, vivamos ou morramos, somos do Senhor. Romanos 14:8

O desejo de pertencer pressupõe aceitação mútua. Assim como queremos ser aceitos em um grupo social, como é o caso de uma igreja, precisamos estar prontos a aceitar as demais pessoas com toda sua herança cultural e étnica, seu modo diferente de ser, pensar, sentir e agir. Sobretudo, devemos estar dispostos a ajudá-las em suas limitações, qualquer que seja a natureza delas. Tendo em mente o respeito à individualidade, debatemos e confrontamos ideias e conceitos, mas abraçamos as pessoas, acolhendo-as com amor em nosso coração.

Temos que reconhecer, porém, que nem sempre conseguimos ajustar com facilidade teoria e prática. Sempre que isso acontece, estabelecemos o fundamento para um ambiente de desconfiança e discórdia, somente restaurado pela vivência dos princípios da graça divina.

De fato, esse não é um problema novo. Paulo o enfrentou, empenhando-se por dissipá-lo em algumas das igrejas de seu tempo, como na Galácia, em Corinto e em Roma. Em Romanos 14, o apóstolo se dirigiu àqueles cristãos, insistindo em que, todos deveriam aceitar-se como irmãos e irmãs em Cristo Jesus, embora a igreja estivesse composta de pessoas com variados antecedentes. Buscando evitar incompreensões, ele defendeu a tolerância entre os cristãos. Conforme Matthew Henry, Cristo “é o Senhor daqueles que estão vivos, para governá-los; daqueles que estão mortos, para ressuscitá-los. Os cristãos não devem julgar nem desprezar uns aos outros, porque uns e outros devem prestar contas ao Senhor” (Comentário Conciso; Bible/hub.com).

Contudo, há algo mais no texto, e que devemos levar conosco sempre: somos de Cristo! Nada que nos ocorra será tão forte para nos arrebatar de Suas mãos. A cada passo, a cada pulsar de nosso coração, estaremos sob Seu cuidado e proteção. Nada nos acontecerá fora dos planos que Ele tem para nossa vida.

Acaso, sente você o desprezo de outros por causa de seu modo de ser? Sente-se em solidão? Cristo preenche esse vazio. Problemas de saúde, finanças e relacionamentos incomodam? Nada pode nos tirar das mãos do Senhor.

Levante a cabeça, solte a voz do coração e cante, durante todo este dia: “Eu pertenço ao meu Rei, / é por mim Seu amor; / Sua paz e descanso terei. / Seu conforto me vem mitigar qualquer dor […]. / Com os salvos um dia estarei” (Hinário Adventista do Sétimo Dia, no 350).

Meditações Matinais - De Coração a Coração, Zinaldo A. Santos

Nenhum comentário:

Se Ele quiser

MEDITAÇÃO DIÁRIA 11 de agosto Se Ele quiser Ó Nabucodonosor, [...] o Deus a quem prestamos culto pode livrar-nos, e Ele nos livrará ...