segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Oração Pelos Filhos

MEDITAÇÃO DIÁRIA

10 de agosto
Oração Pelos Filhos

Que nossos filhos sejam, na sua mocidade, como plantas viçosas, e nossas filhas, como pedras angulares, lavradas como colunas de palácio. Salmo 144:12

De acordo com John Pollock, Dwight Moody, considerado o mais notável pregador inglês do século 19, era um ótimo pai. Descontraído com os filhos, Moody também se empenhava em guiá-los na experiência cristã, sempre cuidadoso em apresentar uma religião equilibrada, evitando o fanatismo e tudo que pudesse ser interpretado como pressão. Apesar disso, Will, seu filho, viveu uma adolescência espiritualmente turbulenta, embora, em algum momento, tenha dado sinais de querer firmar compromisso com Jesus.

Frustrando as expectativas dos pais, certo dia, o jovem escreveu uma carta na qual extravasava sua rejeição à religião deles, o que motivou uma resposta de Moody. Nela, o pai deixou clara sua tristeza e apelou ao coração do filho: “Não consigo entender por que você sente tanta antipatia por Cristo […] Espero que nenhum pecado esteja afastando você Dele, mas, às vezes, tenho receio de que exista alguma coisa em sua vida que não sei, mas oro a Deus para mostrar isso a você e, se houver, que Deus o ajude a confessar e afastar-se disso. Nunca orei tanto por você como agora” (Moody: Uma Biograf ia, p. 354-356).

A perseverança de Moody e sua esposa, Emma, foi abençoada. Aos 25 anos, Will se entregou completamente a Cristo. Na ocasião, escreveu o pregador: “Tenho orado por você há 25 anos e penso que, no ano passado, você me deu mais alegrias do que em qualquer época de sua vida. Meu desejo sempre foi que você se envolvesse em algum trabalho cristão. Agora chegou o tempo, e minha oração foi respondida” (ibid., p. 358). Will renunciou ao desejo de ser médico e se uniu ao pai no trabalho evangelístico. Ambos estavam juntos e sobreviveram ao naufrágio de um navio que os levava de Londres aos Estados Unidos, depois de uma jornada de pregações.

Enquanto houver vida e graça divina disponíveis, ninguém deve ser considerado um caso perdido. Aliás, quem de nós é autorizado a dar esse veredito? Caso sua experiência seja semelhante à de Moody, lembre-se: “Porque há esperança para a árvore, pois mesmo cortada, ainda se renovará” (Jó 14:7). Sim, e voltará a ser viçosa, frutífera! Deus pode fazer nossos filhos tal qual “robustos carvalhos” (A Mensagem). E nossas filhas como “pedras angulares” esculpidas, belíssimas e úteis “como colunas de palácio”.

Queridos filhos e filhas, onde quer que estejam, o que quer que façam hoje, continuamos orando por vocês. Orando e amando-os, amando-os e orando…
Meditações Matinais - De Coração a Coração, Zinaldo A. Santos

Nenhum comentário:

Tudo Tem Limite

MEDITAÇÃO DIÁRIA 28 de setembro Tudo Tem Limite Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm; todas são lícitas, mas nem todas ...