segunda-feira, 13 de julho de 2020

Alvo Supremo

MEDITAÇÃO DIÁRIA

13 de julho
Alvo Supremo

Portanto, sejam perfeitos como perfeito é o Pai celestial de vocês. Mateus 5:48, NVI

Alcançar a excelência é o objetivo pretendido em todas as áreas da vida. No mundo da tecnologia, os equipamentos que hoje nos ajudam a realizar quaisquer tarefas, interagir com pessoas e andar pelo mundo sem sair de casa, amanhã serão substituídos por outros que disponibilizam facilidades impensáveis. A medicina aperfeiçoa seus métodos, a indústria e o comércio disponibilizam cada vez mais produtos melhores. Nos esportes, o título de campeão parece ter valor somente se não for antecedido da expressão “vice”. A medalha que realmente se busca é a de ouro; o lugar no pódio tem que ser o primeiro. Nos relacionamentos, não é diferente. Ser melhores pais, melhores filhos, melhores cônjuges, melhores colegas de trabalho e melhores amigos é o que todos desejamos.

Não existe erro em alguém buscar a excelência no cotidiano. No mundo em que vivemos, crescimento pessoal tem valor inestimável. Entretanto, há sempre quem “exagere na dose” e, esquecendo-se de que é apenas um ser humano com limitações, dá um toque neurótico a essa busca. É nesse ponto que nos deparamos com o perfeccionismo, onde não são admitidos erros. Quando ocasionalmente estes são cometidos, o sofrimento é grande. Por não tolerar erros nas demais pessoas, o perfeccionista se apressa em fazer julgamentos questionáveis e em condenar injustamente. Por isso, o perfeccionismo impõe às pessoas uma preocupação doentia com o próprio desempenho, além da sofrida expectativa quanto ao que outros estão pensando a seu respeito.

Infelizmente, a vida religiosa tem sido um campo propício ao desenvolvimento do perfeccionismo, traduzido em uma espiritualidade exterior caracterizada por austeridade, moralismo e formalidade legalista. No verso de hoje, as palavras de Cristo são por vezes interpretadas com uma conotação legalista relacionada à salvação; mas, em seu contexto, elas nos incentivam a tratar com amor e graça todas as pessoas, indistintamente, mesmo aquelas consideradas indignas.

A graça é o único remédio que cura o perfeccionismo legalista. Somente a presença de Cristo na vida capacita o cristão a agir com amor, misericórdia e bondade para com o semelhante. Sendo Cristo o Caminho, estaremos na rota da perfeição se permanecermos Nele. Sendo Cristo um ser divino, o cristão em cujo coração Ele vive poderá alcançar plenamente a perfeição no grande dia de Deus.
Meditações Matinais - De Coração a Coração, Zinaldo A. Santos

Nenhum comentário:

AUTOR DA VITÓRIA

  MEDITAÇÃO DIÁRIA  28 de outubro AUTOR DA VITÓRIA Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo. 1 Corínt...