domingo, 14 de junho de 2020

IDOLATRIA ONTEM E HOJE

MEDITAÇÃO DIÁRIA

14 de junho
IDOLATRIA ONTEM E HOJE

 Não terás outros deuses diante de Mim. Êxodo 20:3

Em sua essência, a questão primordial do grande conflito entre Deus e Satanás é adoração. A quem, afinal, renderemos culto? A qual soberania alegremente nos entregaremos? À de Deus? À dos homens? À da nossa vontade? Considerando que nessa guerra não existe neutralidade, a submissão a qualquer coisa que contrarie o querer de Deus coloca o ser humano no terreno contrário a Ele.

No primeiro mandamento do Decálogo, Deus estabelece o alicerce dos mandamentos seguintes, ao declarar Sua soberania e singularidade: “Não terás outros deuses diante de Mim.” Isso era tão necessário aos ouvintes daquele tempo como o é agora, quando deuses modernos em várias formas tentam disputar com Deus a primazia em nosso coração.

Sendo Ele o único e verdadeiro Deus, requer lealdade absoluta de todos quantos O aceitam como Senhor. A mera crença em Sua existência não basta; muito menos a afirmação de fé superficial. Devemos a Ele absoluta e total lealdade, entrega de todo nosso coração, sem reservas. Nossas perspectivas de vida, nossos pensamentos, sentimentos, projetos e ideais, nosso querer e efetuar, nossos valores e motivos devem nascer Dele e ser dirigidos por Ele. Honrá-Lo em todos os caminhos precisa ser nossa primeira ocupação.

Qualquer atitude ou modo de conduta que destoe disso, induzindo-nos à veneração do próprio eu por meio da satisfação egoísta da vontade, pode resultar em idolatria. Nenhum ser, nenhuma coisa deve ter espaço em nossa mente e em nosso coração rivalizando com o Deus criador. Por isso temos este lembrete: “[Deus] proíbe ao ser humano conferir a qualquer objeto o primeiro lugar em suas afeições ou serviço. Qualquer coisa que valorizemos, que tenda a minimizar nosso amor a Deus ou venha a interferir no culto que deve ser prestado somente a Ele, torna-se um deus para nós” (Ellen White, Patriarcas e Profetas, p. 305). É perigoso depender de alguma coisa ou pessoa. Deus deve estar sempre em primeiro lugar.

Para muitos de nós, nem sempre tem sido fácil lutar contra as seduções do mundo nesta era tão materialista. É mais fácil confiar no que é visível e temporal. Isso pode nos levar a quebrar o princípio do primeiro mandamento, em nome de alguma conveniência ou comodidade. Felizmente, não precisamos ser escravos da idolatria. Ela pode ser vencida mediante o poder de Cristo operando em nós
Meditações Matinais - De Coração a Coração, Zinaldo A. Santos

Nenhum comentário:

Sobre As Águas

MEDITAÇÃO DIÁRIA 20 de setembro Sobre As Águas Respondendo-Lhe Pedro, disse: Se és Tu, Senhor, manda-me ir ter Contigo, por sobre as...