quinta-feira, 9 de abril de 2020

MEDITAÇÃO DIÁRIA
09 de abril

OLHE PARA JESUS

Fez Moisés uma serpente de bronze e a pôs sobre uma haste; sendo alguém mordido por alguma serpente, se olhava para a [serpente] de bronze, sarava. Números 21:9

Graças à intervenção divina, os israelitas haviam deixado o Egito; porém, com frequência, pareciam demonstrar que o Egito não os havia deixado. Qualquer desafio mais exigente os fazia esquecer do favor de Deus ao libertá-los da escravidão e das maravilhas operadas ao longo da caminhada pelo deserto. O reconhecimento de tais bênçãos era substituído pela lembrança da falsa estabilidade no Egito, e uma infinidade de queixas era desferida contra Deus e o líder por Ele escolhido, Moisés.

Foi assim depois de uma expressiva vitória sobre os cananeus (Nm 21:1-3). Em vez de a comemorarem intensamente, na etapa seguinte da jornada puseram-se a reclamar: “Por que nos fizestes subir do Egito, para que morramos neste deserto, onde não há pão nem água? E a nossa alma tem fastio deste pão vil” (v. 5). Quanta ingratidão! Quarenta anos sob a direção providencial de Deus foram esquecidos!

Em resposta, o Senhor retirou deles a proteção e, como consequência, serpentes “abrasadoras”, chamadas assim por causa dos terríveis efeitos de sua picada, infestaram o deserto. Isso levou muitos deles à morte. Reconhecendo o erro, arrependeram-se: “Havemos pecado, porque temos falado contra o Senhor e contra ti; ora ao Senhor que tire de nós as serpentes” (v. 7). Em resposta à oração de Moisés, Deus ordenou que ele fizesse uma serpente de bronze e a expusesse em uma haste. O ferido que a olhasse ficaria curado e viveria.

Mais tarde, Jesus Se referiu a esse episódio como símbolo de Sua expiação pelo pecado. Não é nos mantendo concentrados em nossas transgressões que viveremos, mas olhando para Jesus. Olhar o pecado nos leva à morte; somente olhando para Cristo teremos vida. Além disso, sendo diariamente abençoados com a preservação da vida, proteção, alimento, vestuário, abrigo, e muito mais, não podemos deixar de ser agradecidos, entregando-nos a queixas e recriminações. Nisso os israelitas erraram. Esqueceram-se tanto das bênçãos, como do Autor delas.

Em toda e qualquer circunstância, devemos olhar exclusivamente para Jesus, levantado entre o céu e a Terra como o bálsamo da cura para nossas feridas morais, emocionais, espirituais e, estando de acordo com Seu plano para nossa vida, também para as feridas físicas. Olhando-O, seremos purificados de nossas manchas. Olhando-O, seremos iluminados e transformados.

Meditações Matinais - De Coração a Coração, Zinaldo A. Santos

Nenhum comentário:

Do Desespero À Felicidade

MEDITAÇÃO DIÁRIA 07 de junho DO DESESPERO À FELICIDADE As mulheres disseram a Noemi: Seja o Senhor bendito, que não deixou, hoje, de...