domingo, 1 de março de 2020

ENVOLVA-SE E BRILHE!

MEDITAÇÃO DIÁRIA

1° de março

ENVOLVA-SE E BRILHE!

Vocês são o sal da Terra [...]. Vocês são a luz do mundo. Mateus 5:13, 14, NVI

No Sermão do Monte, após descrever as características das pessoas realmente felizes, Jesus Cristo mencionou duas ilustrações sugestivas, do cotidiano doméstico, para falar do estilo de vida cristão. “Vocês são o sal da Terra”; “Vocês são a luz do mundo”. Dois elementos que indicam duas tendências que se harmonizam e se complementam: preservação e difusão.

Na ilustração, o sal lembra nossa tarefa de livrar o mundo da decomposição resultante da podridão moral, vivendo e agindo de tal modo que a insipidez não nos torne inúteis. “Se o sal perder o seu sabor”, diz Ele, “não servirá para nada, exceto para ser jogado fora”. Assim, é nosso papel exercer influência positiva, misturando-nos com as massas, em uma sociedade que se corrompe de maneira acelerada.

Se a ação do sal é invisível, a da luz é perceptível. Não pode ser escondida, assim como não se pode ocultar uma cidade construída sobre um monte. Cidades construídas sobre montes são visíveis durante o dia, por causa da iluminação produzida pela luz do sol. Durante a noite, são visíveis por causa da luz que brilha do interior das casas. A luz é sempre colocada em uma posição onde pode irradiar. É um contrassenso acender uma lâmpada e deixá-la coberta. Ela deve ser instalada no lugar apropriado a fim de que irradie seu brilho.

É de suprema importância nos lembrarmos de que, antes de ser luz, o cristão é sal. Antes de se manifestar exteriormente, ele cultiva a vida interior. Então, a manifestação de seu brilho será algo simples e natural, assim como a natureza da luz é iluminar. Ela se gasta iluminando.

No livro Os Cristãos e os Desafios do Mundo Contemporâneo, John Stott fala da postura que os cristãos devem ter diante dos problemas e das questões que preocupam a sociedade em geral: educação, pobreza, moralidade, direitos humanos, racismo, saúde, meio ambiente, entre outros. E arremata: “‘O mundo vai de mal a pior’, dizemos encolhendo os ombros. Mas, se a casa estiver escura ao anoitecer, não faz sentido culpar a casa, pois isso é o que acontece quando o sol se põe. A pergunta a ser feita é: ‘Onde está a luz?’ Da mesma forma, se a carne estragar e for impossível comê-la, não faz sentido culpar a carne, pois isso é o que acontece quando as bactérias são deixadas ao léu para se reproduzirem. A pergunta é: ‘Onde está o sal?’” (p. 89). Devemos responder a essas questões com a influência que hoje irradiaremos.

Meditações Matinais - De Coração a Coração, Zinaldo A. Santos

Nenhum comentário:

Prioridades Invertidas

MEDITAÇÃO DIÁRIA 19 de setembro Prioridades Invertidas Pois o amor de Cristo nos constrange. 2 Coríntios 5:14 Em nosso cotidiano, ...