Translate

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

O Espírito Da Letra

MEDITAÇÃO DIÁRIA 

12 de fevereiro
O ESPÍRITO DA LETRA

Então, falou Deus todas estas palavras: Eu sou o SENHOR, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. Êxodo 20:1, 2

Algumas vezes, todos nós nos encontramos diante de situações difíceis que requerem de nós uma decisão. Em momentos assim, desejaríamos ter uma resposta clara, audível ou mesmo um sinal da parte de Deus, que iluminasse o caminho que devemos seguir. De fato, muitas pessoas relatam experiências nas quais Deus Se pronunciou de forma audível ou extremamente clara. Porém, nem sempre podemos esperar que isso aconteça todas as vezes em que formos confrontados com questões fundamentais da vida espiritual. Afinal, para muitas questões fundamentais da vida espiritual já existem respostas claras na Palavra de Deus.

Você se lembra de que, durante a trajetória do povo israelita rumo à Terra Prometida, o Senhor os convocou para uma reunião especial. Naquele encontro ao pé do monte Sinai, entre relâmpagos e trovões, Ele Se apresentou e falou ao povo, expondo-lhe uma coletânea de normas básicas e abrangentes para a vida de cada um de Seus filhos, para o relacionamento destes com Ele e com os semelhantes (Êx 20:3-17). Sendo Deus criador, amoroso e onisciente, Ele sempre soube o que é melhor para Seus filhos. Deu-lhes, então, os Dez Mandamentos, os quais vão além da letra de um código frio, insensível, sem vida. São princípios fundamentados na graça divina. Isso está evidente no lembrete que Deus fez, ao reafirmar quem Ele era, o provedor da graça da libertação: “Eu sou o Senhor, teu Deus, que te tirei da terra do Egito e da casa da servidão.” Libertos do jugo da descrença egípcia, estavam livres para obedecer; assim como, libertos do pecado hoje, nós somos livres para obedecer.

Na vida, existe o que chamamos de relação de causa-efeito, uma sequência entre semeadura e colheita. Quando Paulo disse que “aquilo que o homem semear, isso também ceifará” (Gl 6:7), reafirmou esse princípio. A violação das leis divinas traz consequências inevitáveis, às vezes, imediatas, tanto no Universo, onde nada existe ou funciona ao acaso, como na experiência humana. Desrespeito, violência e imoralidade crescentes, desamor e cobiça denunciam o caos em que se torna a vida sem lei. Por isso, devemos ser gratos porque Deus, em Seu amor e sabedoria, não nos deixa ao léu da nossa sorte. Temos um guia, a “lei da liberdade” (Tg 2:12), o GPS de Deus a fim de orientar nosso caminhar, nosso pensar, falar e agir neste dia, garantindo a tranquilidade de nossa consciência, a paz de espírito e a certeza de que não nos desviaremos do caminho que Ele traçou para nossa existência.

Meditações Matinais - De Coração a Coração, Zinaldo A. Santos
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis