Translate

sábado, 2 de novembro de 2019

O Cruel Poder do Inimigo

A Fé Pela Qual Eu Vivo

2 de novembro  
O Cruel Poder do Inimigo

Sujeitai-vos, pois, a Deus; resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Chegai-vos a Deus, e Ele se chegará a vós. Limpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai o coração. Tia. 4:7 e 8.

Há hoje multidões que estão sob o poder de espíritos malignos tão realmente como o endemoninhado de Cafarnaum. Todos os que deliberadamente se apartam dos mandamentos de Deus estão se colocando debaixo do controle de Satanás. Muitos homens brincam com o maligno pensando que dele se podem escapar à vontade; mas se vão deixando seduzir mais e mais, até que se vêem controlados por uma vontade superior à deles. Não se podem livrar de seu misterioso poder. Pecados secretos ou paixões dominantes podem torná-los cativos e tão desamparados como o endemoninhado de Cafarnaum. Signs of the Times, 29 de janeiro de 1908.

Satanás é o deus do mundo; sua influência é para perverter os sentidos, controlar a mente humana para o mal, e conduzir suas vítimas para a violência e o crime. Semeia discórdia e entenebrece o intelecto. A obra de Cristo é quebrar seu poder sobre os filhos dos homens. No entanto, quantos em todos os setores da vida, no lar, nas transações comerciais, e na igreja, põem a Jesus fora de suas portas e recolhem o monstro detestável. Signs of the Times, 24 de maio de 1877.

O caminho de Satanás é o mais largo e o mais enganador. Dá a impressão de ser o mais atraente, ao passo que é duro, mistificador e cheio de decepções. Review and Herald, 15 de abril de 1880.

Os que percebem o próprio perigo estão alerta para não ofenderem o Espírito Santo e serem depois separados de Deus, porque sabem que Ele não Se agrada de seu procedimento. Quanto mais perto estamos de Deus, mais seguros estamos, porque Satanás detesta e teme a presença de Deus. SDA Bible Commentary, vol. 7, pág. 937.

A astúcia de Satanás não decrescerá, mas a sabedoria conferida aos homens mediante uma viva ligação com a Fonte de toda a luz e conhecimento divino será proporcional às suas manhas e ardis. Review and Herald, 4 de agosto de 1910.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 312
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis