Translate

domingo, 14 de julho de 2019

No Compartimento Santo

A Fé Pela Qual Eu Vivo
14 de julho
No Compartimento Santo


Nem por sangue de bodes e bezerros, mas por Seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção. Hebreus 9:12.

Na primavera do ano 31, Cristo foi crucificado. O Grande Conflito, pág. 410.

Quando Cristo bradou na cruz: “Está consumado”, o véu do templo rasgou-se em duas partes. Este véu significava a nação judaica. Era feito do mais caro material, de púrpura e ouro, e era de grandes dimensões. No momento em que Cristo exalou o último suspiro, havia testemunhas no templo que contemplaram o rasgar daquela peça forte e resistente, de alto a baixo por mãos invisíveis. Esse ato significava para o universo celeste e para o mundo corrompido pelo pecado, que se abriu à raça caída um novo e vivo caminho, que todas as ofertas sacrificais terminaram na única e grande oferta do Filho de Deus. Comentário Bíblico Adventista, vol. 5, pág. 1237.

O tipo encontrara o antítipo por ocasião da morte do Filho de Deus. … Acha-se aberto o caminho para o santíssimo. Um novo, vivo caminho está para todos preparado. Não mais necessita a pecadora, aflita humanidade esperar a chegada do sumo sacerdote. Daí em diante, devia o Salvador oficiar como Sacerdote e Advogado no Céu dos Céus. … Agora têm fim todos os sacrifícios e ofertas pelo pecado. O Filho de Deus veio, segundo a Sua palavra. “Eis aqui venho (no princípio do Livro está escrito de Mim), para fazer, ó Deus, a Tua vontade” (Hebreus 10:7). “Por Seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção” (Hebreus 9:12). O Desejado de Todas as Nações, pág. 757.

O Espírito Santo, que desceu no dia de Pentecoste, levou a mente dos discípulos do santuário terrestre para o celestial, onde Jesus havia entrado com o Seu próprio sangue, a fim de derramar sobre os discípulos os benefícios de Sua expiação. Primeiros Escritos, pág. 260.

Os olhos dos homens voltaram-se para o sacrifício verdadeiro pelos pecados do mundo. O sacerdócio terrestre terminou; mas nós olhamos a Jesus, o ministro do novo concerto. O Desejado de Todas as Nações, pág. 166.

O Irmão mais velho de nossa raça está junto ao trono eterno. A Ciência do Bom Viver, pág. 71.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959– Pág. 201
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis