Translate

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Alegria e Paz no Espírito Santo

A Fé Pela Qual Eu Vivo
25 de abril
Alegria e Paz no Espírito Santo


Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo. Rom. 14:17.

As promessas são: “E vos darei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo.” Ezeq. 36:26. Esta provisão nos é feita mediante o mérito da justiça de Cristo; “e o efeito da justiça será paz, e a operação da justiça repouso e segurança para sempre.” Isa. 32:17. Aqueles que experimentarem a operação mencionada nessas palavras sentirão que a inquietação e a insegurança serão eliminadas e em Cristo encontrarão repouso para seu espírito. Seu mérito, Sua justiça são creditados na vida do crente, e o cristão desfruta paz interior e alegria no Espírito Santo. The Youth’s Instructor, 18 de maio de 1893.

O Senhor deseja ver felizes todos os Seus filhos, em paz e obediência. …

A felicidade que se busca por motivos egoístas, fora do caminho do dever, é volúvel, caprichosa e transitória; dissipa-se, deixando n’alma uma sensação de isolamento e pesar; no serviço de Deus, porém, há satisfação e alegria. O cristão não tem de andar por veredas incertas; não é abandonado a vãos desgostos e decepções. Ainda que não nos sejam dados os prazeres desta vida, podemos, não obstante, sentir-nos felizes por esperar a vida por vir.

Mas mesmo aqui podem os cristãos fruir a alegria da comunhão com Cristo; é-lhes dado possuir a luz do Seu amor, o perpétuo conforto de Sua presença. Cada passo da vida nos pode levar mais perto de Jesus, pode-nos trazer uma mais profunda experiência de Seu amor, conduzindo-nos um passo mais próximo do bendito lar de paz. Caminho a Cristo, págs. 124 e 125.

Em crer há paz e alegria no Espírito Santo. O crer traz paz, e a confiança em Deus traz alegria. Crede, crede! diz meu coração, crede. Descansai em Deus. Ele pode guardar aquilo que Lhe confiastes. Ele vos fará mais do que vencedores por Aquele que vos amou. Testimonies, vol. 2, págs. 319 e 320.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 121
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis