Translate

segunda-feira, 8 de abril de 2019

A Gloriosa Substituição

A Fé Pela Qual Eu Vivo
8 de abril
A Gloriosa Substituição


Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-Se maldição por nós, porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro. Gál. 3:13.

A função da lei é condenar, mas não há nela nenhum poder para perdoar. SDA Bible Commentary, vol. 6, pág. 1.094.

Sem Cristo, a lei em si mesma é somente condenação e morte para o transgressor. Não possui nenhuma qualidade salvadora, nenhum poder para livrar o transgressor da penalidade dela. …

A transgressão da lei de Deus tornou indispensável a morte de Cristo para salvar o homem, e contudo são mantidas a dignidade e a honra desta lei. Cristo tomou sobre Si a condenação do pecado. Abriu Seu seio para as angústias humanas. Aquele que não conheceu o pecado, tornou-Se pecado por nós. Manuscrito 58, 1900.

Como substituto e penhor do homem, a iniqüidade dos homens foi posta sobre Cristo. Foi contado como transgressor, a fim de redimi-los da maldição da lei. … Ele, o portador de pecados, suportou uma punição judicial pela iniqüidade e tornou-Se Ele mesmo pecado, pelo homem. História da Redenção, pág. 225.

O pecado – tão detestável à Sua vista, acumulou-se sobre Ele até gemer sob seu peso. A agonia desesperadora do Filho de Deus foi muito maior do que a dor física embora a sentisse terrivelmente. Signs of the Times, 25 de novembro de 1889.

Deus permite que Seu Filho seja entregue pelas nossas ofensas. Ele mesmo assume para com o Portador de pecados o caráter de juiz, despojando-Se das ternas qualidades de um pai.

Nisto se recomenda o Seu amor da mais maravilhosa maneira para com a raça rebelde. Testemunhos Para Ministros, pág. 246.

O pecado do mundo inteiro foi lançado sobre Jesus; a Divindade teve no mais alto apreço o sofrimento humano em Jesus, de sorte que o mundo inteiro pudesse ser perdoado mediante a fé no Substituto. O mais culpado não precisa ter medo de que Deus o não perdoe, pois devido a eficácia do divino sacrifício, a penalidade da lei será extinta. Através de Cristo o pecador pode voltar à sua lealdade para com Deus. Review and Herald, 28 de novembro de 1912.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 104
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis